Foto: Divulgação, dullhunk/Flickr

A TIM Brasil contratou a Amdocs para consultoria, integração e implementação para o seu novo serviço de banda larga residencial TIM Fiber.

Serão oferecidos pela Amdocs sistemas de suporte de negócios (BSS) e os serviços de suporte operacional (OSS) à banda larga da TIM.

O serviço marca a atuação da empresa de telefonia móvel no segmento de ultra banda larga – com velocidades de 21 Mbps a 100 Mbps. A oferta é possível graças à compra da AES Atimus em julho do ano passado por R$ 1,6 bilhão.

Com a compra, a TIM adquiriu uma infraestrutura de rede de 5 mil quilômetros de fibra ótica em São Paulo, Rio de Janeiro e outras cidades brasileiras.

Inicialmente, a estratégia concentra esforços nas 21 cidades cobertas pela infraestrutura da AES Atimus, num  mercado estimado em R$ 30 bilhões, sendo 18 bilhões para a telefonia fixa e 12 bilhões para telefonia móvel.

Dados da própria operadora indicam um share atual de R$ 3 bilhões no segmento.

A missão da Amdocs é tornar esses planos possíveis até julho desse ano, quando a aquisição da AES completa 12 meses.

“Escolhemos a Amdocs pelos resultados que nossas duas empresas já haviam obtido trabalhando juntas no projeto de transformação B/OSS no último ano” diz Luigi Longarini, diretor de tecnologia da informação da TIM Brasil.

Como contratada principal, a Amdocs trabalhará como integradora de sistemas para suas próprias soluções e as de 30 outros fornecedores.

Em 2011, a Amdocs teve faturamento de US$ 3,2 bilhões. A empresa tem 19 mil funcionários a clientes em mais de 60 países no mundo.

Já a TIM é a segunda maior operadora do Brasil, com 26,62% de mercado em fevereiro desse ano, segundo a Anatel, uma alta de 5,8% sobre a margem no mesmo mês de 2011.