A Motorola Solutions fechou o primeiro trimestre de 2011 com vendas líquidas de US$ 1,9 bilhão, aumento de 8% em relação ao mesmo período do ano passado.

No 1T11, os lucros operacionais GAAP foram de US$ 170 milhões, ou 9% das vendas, em comparação com US$ 120 milhões, ou 7% da comercialização, do primeiro trimestre de 2010.

Por ação, o lucro GAAP foi de US$ 1,06. Um ano antes, este valor era de US$ 0,29.

O presidente e CEO da Motorola, Greg Brown, explica que, das vendas totais, o setor corporativo teve alta de 14% ano/ano, somando US$ 695 milhões.

Já para o governo as vendas cresceram 5%, ficando em US$ 1,2 bilhão.

“Durante o primeiro trimestre de 2011, a empresa gerou US$ 231 milhões em fluxo de caixa operacional de operações contínuas e US$ 191 milhões de operações descontinuadas”, comenta o executivo.

Com isso, o trimestre foi encerrado com caixa total de US$ 6,2 bilhões e caixa líquido de US$ 3,5 bilhões.

Para o segundo trimestre de 2011, a companhia projeta um aumento de 4% a 5% nas vendas gerais, em relação ao mesmo período de 2010.

Em relação ao lucro por ação de operações contínuas, a perspectiva é que aumente de US$ 0,46 para US$ 0,51 ano/ano.

“Esta visão geral exclui a parte do negócio de redes, que tem expectativa de ser adquirida pela Nokia Siemens Networks, bem como despesas com remuneração baseada em ações, com amortização de ativos intangíveis e encargos associados a itens destacados em nossos anúncios de lucros trimestrais”, conclui Brown.

Para todo o ano, a empresa prevê crescimento de 4% a 4,5% nos lucros operacionais e de 16% a 16,5% nas vendas.