Sócio da Ricardo Eletro é condenado à prisão

Cartola: 
Olho: 

O empresário Ricardo Nunes, sócio da holding Máquina de Vendas – fusão das redes varejistas Ricardo Eletro e Insinuante –, foi condenado pela Justiça Federal à pena de 3 anos e 4 meses de prisão por corrupção ativa.

Conforme o site Exame.com, a Procuradoria da República informou que Nunes teria pago propina a Einar de Albuquerque Pismel Júnior, auditor fiscal da Receita, para que a varejista Ricardo Eletro não fosse autuada pela sonegação de tributos.