Tencent é dona do WeChat, um hit na China. Foto: Pexels.

A Tencent, dona do aplicativo de mensagens WeChat, o mais popular da China, com nada menos que um bilhão de usuários, anunciou que vai gastar US$ 70 bilhões em infraestrutura de TI nos próximos cinco anos.

É isso mesmo, US$ 70 bilhões, um pouco acima dos US$ 64 bilhões que o Gartner prevê como o gasto total de TI do Brasil inteiro em 2020.

O dinheiro será usado para comprar um milhão de servidores para um novo data center com 51 hectares de área total.

É outro superlativo: as vendas anuais de servidores costumam ficar ao redor de 12 milhões de unidades.

Além do data center, a Tencent prevê uma grande gama de investimentos em tecnologias como inteligência artificial, blockchain, IoT, 5G e computação quântica. 

O gasto inclui tanto aquisição de equipamentos como pesquisa e desenvolvimento.

A Tencent tem uma gama de serviços que rodam em cima do WeChat, incluindo jogos, streaming de vídeo e uma operação de computação em nuvem.

O anúncio da Tecent acontece no contexto de um grande movimento na China.

Durante a reunião do anual do Congresso Nacional Popular, durante o qual o governo chinês costuma apresentar suas metas de futuro para a inevitável aprovação de quase 3 mil congressistas.

No último encontro, realizado recentemente, foi anunciado um plano de investimentos de US$ 2 trilhões em AI, 5G, carros elétricos e outras tecnologias de futuro.