George Guimarães, CEO da SourceLevel. Foto: Divulgação.

A Liga Ventures, aceleradora especializada em conectar startups a grandes empresas, realizou um aporte de valor não revelado na SourceLevel, startup focada em automatização do processo de revisão de código para desenvolvedores. 

Outros investidores da empresa nesta rodada são Diego Gomes, CEO da RockContent; Eduardo Nicola Zagari, CTO da Pitzi; Guilherme Cabrine, partner na Reliance Asset Management; Marcelo Ferreira e Pedro Jahara.

A SourceLevel é uma spin-off da Plataformatec, empresa de José Valim, criador da linguagem de programação Elixir. George Guimarães, CEO da SourceLevel, também é cofundador da Plataformatec.

O sistema da SourceLevel atende a cerca de 2 mil usuários em clientes como Youse, Pipefy, Quero Educação e Fundação Estudar.

“Queremos visibilidade de métricas de qualidade de código e de produtividade das equipes de software. Com nossa tecnologia todo o time tem à disposição ferramentas para monitorar qualidade de código e produtividade,  possibilitando redução de tempo e custos, além da entrega de código com uma manutenção mais fácil”, explica Guimarães.

A plataforma da SourceLevel analisa automaticamente os processos de revisão de código e  avisa sobre qualquer tipo de problema, entre eles complexidade, vulnerabilidades de segurança, duplicação de código e sintaxe. 

O sistema também conta com dashboards que mostram dados sobre o trabalho da equipe, como velocidade do time em reagir a novas demandas, produtividade e nível de colaboração entre os desenvolvedores.

“Nós estamos muito felizes em poder fazer parte desse negócio, a Liga tem inovação no DNA e buscamos startups como a SourceLevel, que chegou para sanar uma grande dor do mercado: a gestão e otimização dos times de desenvolvedores”, comenta Rogério Tamassia, cofundador da Liga Ventures.