A1 Engenharia é uma companhia paranaense especializada em engenharia industrial. Foto: Pixabay.

A A1 Engenharia, uma companhia paranaense especializada em engenharia industrial, está usando a solução Greendocs, da gaúcha W3K Tecnologia, para fazer a gestão da sua documentação e fluxos de trabalho.

A companhia acaba de incluir no sistema os documentos relativos à gestão de qualidade e de engenharia. O processo começou em 2015, durante a construção de uma refinaria em Santa Catarina, e vem sendo sucessivamente ampliado desde então, substituindo uma solução própria de gestão de documentos que a empresa usava. 

Hoje já são 173 mil documentos no Greendocs. 

“Temos garantia de segurança da informação, organização e rastreabilidade dos documentos, informação centralizada e acessível a todos, padronização de processos e aumento da sinergia”, explica a coordenadora de documentação técnica de engenharia e informação, Ana Carolina Araújo.

Criada em 2011 em São Leopoldo, na região metropolitana de Porto Alegre, a W3K tem um conhecimento acumulado de anos na equipe quando o assunto é gerenciamento de documentação de engenharia.

A empresa atua especialmente em empresas como a A1 Engenharia, que precisam entregar projetos para outras empresas e necessitam estabelecer fluxos de trabalho e repositórios comuns.

A ampliação da Celulose Rio Grandense, fábrica do grupo chileno CMPC em Guaíba, no Rio Grande do Sul, usou o software, assim como as obras da Arena do Grêmio, para citar dois exemplos. 

A W3K foi fundada por alguns ex-colaboradores da Gama, revenda brasileira de soluções de gerenciamento de documentação da BlueCielo.

A Gama era a maior revenda da multinacional holandesa no Brasil e foi comprada pela matriz em dezembro de 2008, transformando-se na BlueCielo do Brasil.

“A maioria das ferramentas de gestão de documentos é focada na criação de repositórios e bibliotecas e não em um workflow intuitivo para os participantes do projeto”, acredita Daniel Klafke, CEO da W3K.

A W3K é parte do Grupo SKA, que também controla a SKA, revenda de soluções de CAD e CAM e a NC, especializada em DNC/MES. A empresa teve um faturamento de R$ 110 milhões no ano passado.