AQUISIÇÃO

Semantix compra LinkAPI por R$ 100 milhões

04/02/2021 09:59

Thiago Lima, fundador da startup, segue à frente do negócio e assume como CTO da Semantix.

Leonardo Santos, CEO da Semantix, e Thiago Lima, novo CTO da companhia. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Semantix, paulistana especializada em big data, analytics e inteligência artificial, anunciou a aquisição da LinkAPI, plataforma de integrações oferecida no modelo de serviço, em uma transação “acima de R$ 100 milhões”.

Desde 2017 no mercado, a LinkAPI faz integração e gestão de APIs e conta com uma carteira de cerca de 150 clientes de 15 países, sendo responsável por 5 bilhões de integrações por mês. 

Entre os seus clientes, estão companhias como Samsung, Leroy Merlin, Wine.com, Contém 1g e Sapore.

Em 2019, a empresa passou a fazer parte do portfólio de startups investidas pela Wayra Brasil, hub de inovação aberta da Vivo.

A empresa também passou pela Orange Ventures, aceleradora do Grupo FCamara, uma das maiores empresas de serviços para e-commerce do país.

“A solução da LinkAPI vem apoiando inúmeras empresas a realizar a transformação digital orientada aos dados. Estamos felizes que esse ciclo tenha sido concluído com sua aquisição pela Semantix devido à sinergia entre os negócios”, afirma Livia Brando, country manager da Wayra Brasil.

O processo de aquisição levou seis meses e, segundo a Semantix, a LinkAPI foi escolhida por complementar o portfólio de soluções da companhia e ter grande alinhamento em vários quesitos, como o propósito semelhante, a sinergia tecnológica e a saúde financeira.

Segundo a companhia, três motivos principais levaram à aquisição: complementar o portfólio e prover ofertas de dados fim a fim, internacionalizar a companhia para atuação mais intensa na Europa e Américas e acelerar a penetração da companhia com soluções de business performance.

“A aquisição acelera nosso objetivo de levar essa oferta ao mercado internacional, pois as duas companhias, de forma conjunta, já vão iniciar a atuação em mais de 20 países. Não existe hoje no Brasil uma empresa que ofereça plataforma de dados tão ampla e com a integração completa de APIs”, destaca Leonardo Santos, CEO e co-fundador da Semantix.

Para Santos, o mercado deve se beneficiar do conceito de one-stop-shop para as demandas por soluções de dados, como big data, IA e analytics.

A companhia também está de olho em novas verticais como, por exemplo, o agronegócio, que representa cerca de 60% do PIB nacional. Com as plataformas de conexão de dados e a chegada da tecnologia 5G, o setor deve ter uma necessidade crescente de conectividade, acessibilidade, IoT e IA.

Com a venda, o time da LinkAPI será mantido e Thiago Lima, fundador da startup, segue à frente do negócio, além de se tornar o novo CTO da Semantix. As empresas pretendem somar suas tecnologias, parcerias, clientes e cultura.

“Juntos vamos entregar uma solução única que vai revolucionar o mercado de dados. Será possível criar uma infraestrutura de big data, coletar dados de qualquer fonte e criar algoritmos de inteligência artificial, tudo isso em uma jornada única e integrada”, adianta Lima.

Essa é a maior aquisição da história da Semantix e foi realizada com recursos próprios. Para o futuro, a companhia tem planos para a captação de recursos externos e uma possível abertura de capital. Já em 2021, a idea é ir às compras novamente.

O foco será em empresas de tecnologias SaaS que possam acoplar soluções à plataforma de dados da companhia e acelerar as camadas de business performance nas suas cinco verticais: telecom, saúde, varejo, indústria 4.0 e financial.

Fundada em 2010, a Semantix atua em toda América Latina e Estados Unidos, com sede em São Paulo e escritórios em Miami, Cidade do México e Bogotá. Entre os seus clientes, estão empresas como Bradesco, Cielo, Vivo, Carrefour e Cargill.

Em 2020, a companhia registrou crescimento de 80% nas vendas, atingindo um valor superior a R$ 200 milhões na área. A empresa possui 450 profissionais, com previsão de superar 500 pessoas até o final deste ano e crescer mais de 50% organicamente no período. 

Veja também

SALES
Ex-Oracle assume vendas da FH

Eduardo Cunha vem de nove anos de experiência na área, totalizando 20 de carreira.

CONSTRUÇÃO
Juntos Somos Mais investe na Conecta Reforma

A empresa da Votorantim Cimentos, Gerdau e Tigre comprou uma participação minoritária na startup.

NÚMEROS
ServiceNow cresce 32%, para US$ 4,5 bi

Gigante de software de gestão de workflow está embalada. Meta para 2021 é US$ 5,5 bi.

PREVISÃO
Gestão de caixa no meio da construção

Durante momentos desafiadores da economia temos mais incertezas do que nunca.

RUMOS
Prosegur procura startups de criptomoedas

Gigante de carros fortes quer oferecer segurança também no meio digital.

BYE BYE
NXP sai do Brasil

Multinacional de semicondutores fecha desenvolvimento em Campinas. Setor parece em crise no país.

DÓLARES
Criador do iFood lança fintech nos Estados Unidos

Nomad permite que brasileiros abram conta bancária gratuita no país com garantia de US$ 250 mil.

DINHEIRO
Bancos se desdobram para atender diferentes perfis

Muitos já contam com antropólogos e sociólogos em suas equipes, visando entender comportamento social e cultura.

AÇÃO
SAP: novo plano para incentivar nuvem

RISE with SAP faz diversas promessas para promover a migração dos clientes para o S/4.

PONTOS
Dotz adere ao Pix com Compasso UOL

Projeto começou na metade de setembro e mobilizou times inteiros por 62 dias.