Rodrigo Pimentel, CEO da Affero Lab. Foto: Divulgação.

Após adquirir o controle da Affero Lab, a Bertelsmann, multinacional alemã de mídia, serviços e educação, anuncia Rodrigo Pimentel como novo CEO da companhia.

Para assumir o comando da companhia, o executivo deixa o cargo de Head do Google for Education na América Latina. Com experiência no setor de educação, Pimentel também trabalhou em empresas como GE Healthcare e Microsoft.

A Affero Lab oferece soluções digitais para aprendizagem e de treinamento presencial e blended para empresas. A companhia emprega aproximadamente 450 pessoas, principalmente em São Paulo e no Rio de Janeiro.

"A educação corporativa eficaz tem o poder de realmente impulsionar a competitividade de um país, melhorando a qualidade de sua força de trabalho e, assim, construindo empresas cada vez mais fortes. Estou realmente muito feliz em me juntar ao time da Affero Lab, que tem uma posição ímpar para liderar este movimento", declara Pimentel.

Além da Affero Lab, a Bertelsmann tem investido em diversas atividades educacionais desde a abertura de seu Centro Corporativo no Brasil, em 2012. Junto à empresa Bozano Investimentos, o Grupo atua no desenvolvimento de uma rede de ensino superior no setor de saúde do Brasil por meio do fundo "Bozano Educacional 2" e nas empresas Ed-Tech através do fundo "BR Education Ventures". 

Outra forma de atuação local é com a plataforma de treinamento de tecnologia Udacity, na qual a Bertelsmann possui uma participação.

A Bertelsmann também tem outras unidades com operações no Brasil, como Fremantle Media (RTL Group), que produz edições brasileiras dos programas de televisão Ídolos (Idols) e Mega Senha (Password), a editora brasileira Companhia das Letras, a empresa de música BMG e a Arvato (que possui uma participação majoritária na provedora de serviços financeiros brasileira Intervalor).

A Bertelsmann conta com mais de 119 mil funcionários e, em 2017, registrou receita de € 17,2 bilhões.