MEDIDAS

Gol bloqueia emails da CVC

04/10/2021 11:54

Companhia aérea entrou em "alerta máximo" depois de ataque hacker na CVC Group.

Área de segurança da Gol interditou emails da CVC. Foto: Pexels.

Tamanho da fonte: -A+A

A Gol decidiu bloquear todos os e-mails pela CVC Group para a empresa, como parte de um "alerta de nível máximo" desatado pelo ataque hacker na CVC.

A informação faz parte de um comunicado interno da Gol enviado no sábado, 2, ao qual o Baguete teve acesso.

"Reforçamos o alerta e a importância de não abrirem qualquer mensagem da agência enviada hoje", aponta a nota, assinada pela equipe de segurança da informação e TI da Gol.

O texto encerra com algumas recomendações genéricas, como usar programas originais, não compartilhar credenciais, não acessar redes wifi desconhecidas, conferir mensagens do antivírus e usar as versões mais atualizadas dos softwares.

Procurada pela reportagem do Baguete, a Gol confirmou o teor da comunicação, afirmando que "aumentou seus níveis de alerta em virtude de ação de hackers contra parceiros e adotou todas as medidas preventivas cabíveis para que tais ameaças não afetem seu sistema interno".

Na questão principal do bloqueio dos e-mails da CVC, a Gol optou por desconversar e não se manifestou. A empresa também não respondeu se o bloqueio ainda segue em vigor (a nota está na íntegra no final da matéria).  

O ataque ao CVC Group afeta a CVC, a maior agência de viagens do país, e o Submarino Viagens, um dos maiores sites de comparação de preços de passagens aéreas.

Em notas idênticas publicadas nos sites de ambas empresas, a CVC Corp afirma que foi “vítima de um ataque cibernético” e “prontamente ativou todos os seus protocolos de segurança”. 

A CVC também afirma que está atuando “de forma diligente” para “mitigar os efeitos do ocorrido e preservar a continuidade dos seus negócios”.

Não está muito claro de que tipo de ataque se trata, a que sistemas os hackers tiveram acesso, ou a extensão dos possíveis danos ou roubo de dados.

O texto afirma que o embarque de clientes com viagens marcadas e as reservas confirmadas não foram impactadas, o que seria o principal. Por outro lado, a central de atendimento está indisponível.

Pelo que a decisão da Gol dá a entender, trata-se de um ataque de ransomware que se prolifera por meio de e-mails.

A decisão da Gol de cortar comunicações com a CVC, talvez uma das maiores compradoras de passagens aéreas do país, mostra o nível de preocupação com a possibilidade de ataques cibernéticos, um evento recorrente no país.

No caso da Gol, pode ser também um desses casos nos quais gato escaldado tem medo de água fria.

Isso porque a Gol vem de um mês de agosto complicado, na qual uma manutenção dos sistemas de vendas e atendimento, prevista para durar um final de semana, acabou se arrastando quase uma semana toda, causando problemas para passageiros e agências de viagens.

NOTA DA GOL

A GOL informa que não sofreu nenhum tipo de ataque cibernético, mesmo assim, aumentou seus níveis de alerta em virtude de ação de hackers contra parceiros e adotou todas as medidas preventivas cabíveis para que tais ameaças não afetem seu sistema interno. Este é um procedimento padrão que se alinha à preocupação número 1 da Companhia, que é a Segurança integral de todas as suas operações. 

Veja também

PROJETOS
Falconi terá negócio de segurança da informação

Gigante de consultoria fareja oportunidade de mercado em meio a onda de ataques.

CARREIRA
Padua é diretora de cibersegurança na Microsoft

Profissional assume a área em nível América Latina dentro da empresa.

LGPD
Intervalor investe em segurança de dados

Empresa de cobrança combina tecnologia, treinamentos e um seguro de peso.

LGPD
Banco Safra é multado em R$ 2,4 milhões

Instituição foi a quinta penalizada pela Secretaria Nacional do Consumidor pelo mesmo motivo.

INOVAÇÃO
Cisco lança hub voltado à cibersegurança

Centro faz parte do Movimento CyberTech Brasil, recém lançado em parceria com o Distrito.

SEGURANÇA
Site expõe 426 milhões de dados pessoais

Segundo a Psafe, a base de dados pode estar ligada a empresas de telecomunicação.