STS está de olho nos seus tributos. Foto: Creativa Images / Shuttestock

A Ilegra, empresa de tecnologia de Porto Alegre, juntou as forças com a Systax, especializada inteligência fiscal e a consultoria tributária caxiense RDV para lançar a Supply Tax Solution – STS, uma nova companhia focada em software de compliance e gestão de compras.

O projeto surgiu a partir de um contrato fechado para a RDV para atender uma multinacional (o nome não é revelado) que necessitava avaliar o nível de compliance da sua cadeia de fornecedores, junto a qual a empresa realiza 100 mil transações mensais.

Como um contrato de outsourcing de processo de negócios não conseguiria atender a demanda, a RDV fechou um acordo com a Systax, que mantém um  acervo de mais de 2 milhões de regras tributárias com desenvolvimento do software necessário para o cliente por parte da Ilegra.

Adicionalmente, a STS desenvolveu um módulo que pode ser agregado a portais de e-procurement capaz de de computar fatores como os diferentes créditos tributários que a compra com cada fornecedor pode gerar para o comprador.

Hoje, essa multinacional é o principal cliente da STS, que já tem 50 funcionários e é incorporada no Rio de Janeiro, mas o cenário deve mudar em breve, aponta Elvis De Mari, um dos sócios da RDV e agora CEO da Supply Tax Solution.

“Para as grandes companhias o fator compliance é importantíssimo. Para organizações menores, temos o retorno sobre investimento imediato oferecido por fazer compras mais inteligentes”, aponta  De Mari.

A Systax mantém uma base de dados com mais de 2 milhões regras fiscais estaduais, federais e municipais, abrangendo ICMS, ICMS-ST, PIS, COFINS e IPI.

De Mari aponta para os possíveis passivos que podem gerados por não conformidades tributárias, com a difusão atual de programas de nota fiscal e escrituração fiscal eletrônica.

O CEO da Supply Tax Solution não abre metas ou valores, mas garante que no momento a empresa está fazendo duas grandes negociações, capazes de entregar ainda neste ano as metas para os próximo cinco anos.

Em paralelo, a empresa negocia também com um grande player no mercado de BPO, que estuda oferecer o portal da STS como uma oferta adicional no seu pacote, o que daria uma maior escala para  o produto imediatamente.

A RDV tem entre seus clientes grandes organizações como Vale, além de uma série de empresas médias, com faturamento entre R$ 50 e R$ 500 milhões.

A Systax tem seu acervo de regras tributárias integrado com uma série de softwares de gestão, incluindo produtos da SAP e IBM, além de companhias nacionais como Protheus, Sysmo e Gôndola, além de atender clientes diretamente.

A Ilegra é certificada pela Google Enterprise para Google Apps for Business no Rio Grande do Sul e Santa Catarina e Paraná, atuando também com DBA as a Service, serviços em tecnologia SAP, desenvolvimento de software, infraestrutura e mobilidade baseada em conceitos de SOA e cloud computing.

A empresa fechou o ano passado com um faturamento de cerca de R$ 20 milhões, crescendo 21% sobre 2013.