O imóvel fica ao lado do Campus I da instituição de ensino, em Florianópolis. Foto: divulgação.

A Oi vendeu no final do ano seu prédio corporativo para a Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). Segundo o governo estadual, a transação tem o valor de R$ 79 milhões.

O imóvel, que tem 11 mil metros quadrados de área construída em um terreno de 41 mil metros quadrados, é vizinho ao Campus I da instituição de ensino, no Bairro Itacorubi, em Florianópolis.

Aprovada e assinada em dezembro, a aquisição depende agora de validação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). 

Além disso, será necessária a homologação em juízo, etapa que faz parte do plano de recuperação judicial da Oi S.A.

Inicialmente, a Oi havia ofertado a área por R$ 82,056 milhões. A Udesc contratou, então, a avaliação do imóvel através da Caixa Econômica Federal, que apresentou um valor mínimo de R$ 84,6 milhões e máximo de R$ 96,4 milhões.

Com base nesses valores, a Udesc enviou uma proposta de compra do imóvel à Oi S.A. por R$ 79 milhões, que foi aceita pelo Conselho de Administração da empresa.

Segundo a universidade, um depósito de R$ 49 milhões já foi feito em uma conta-garantia do Banco do Brasil. Após autorização judicial, o valor deve ser liberado para a Oi S.A. 

O restante do montante deverá ser pago em quatro parcelas de R$ 7,5 milhões nos próximos quatro anos.

A recuperação judicial da Oi se estende desde 2016, quando a empresa fez o maior pedido de recuperação judicial do Brasil.

O valor foi de R$ 65,4 bilhões em compromissos para serem debatidos e reestruturados em juízo. Desse montante, mais de R$ 51 bilhões eram dívidas financeiras, com bancos e investidores de mercado de papéis de dívida emitidos no Brasil e fora.