Ações da Totvs estão no time de elite da B3. Foto: Pexels.

A Totvs passou a fazer parte das 70 empresas cujo desempenho na bolsa de valores compõem o Índice Bovespa (Ibovespa).

A entrada da gigante de sistemas de gestão empresarial é a primeira representante do setor de tecnologia a entrar no índice, criado em 1968.

O peso da participação da empresa será de 0,4253% na nova carteira do índice, o que deixa a Totvs na posição de número 57. A participação é equivalente à da Braskem ou da Cielo, e maior do que empresas como Gol, Usiminas ou Iguatemi.

Os ativos que fazem parte do Ibovespa retratam a movimentação dos principais papéis negociados na B3 – que representam 85% do volume transacionado nos doze meses anteriores à formação da carteira. Ao todo, cerca de 500 empresas têm ações na bolsa do Brasil.

Estar no índice, junto com gigantes da economia nacional como Ambev, Banco do Brasil, Embraer e Gerdau, é uma espécie de grife que deve aumentar a atratividade das ações da Totvs.

“Integrar o seleto grupo da B3 faz com que as ações da Totvs ganhem maior liquidez na bolsa, além de ser um indicador do excelente desempenho da empresa ao longo do último ciclo”, avalia Dennis Herszkowicz, presidente da Totvs. 

Os papéis da Totvs estão em alta na bolsa de valores: eles saíram de R$28,65, em janeiro de 2019, para R$64,55, em 30 de dezembro do mesmo ano, uma alta de 125%. Em abril de 2019, a Totvs captou R$ 1,06 bilhão na bolsa por meio de uma oferta adicional de papéis.

O histórico da Totvs na bolsa é antigo, pelo menos para uma empresa de TI. A companhia abriu capital na então Bovespa em 2006, no que foi o primeiro IPO de uma empresa de tecnologia da América Latina.