Através do app, o encontro é marcado no próprio evento. Foto: divulgação.

A Ingresse, plataforma especializada em venda de ingressos, anunciou a aquisição do Poppin, aplicativo do segmento de encontros com uma base de mais de 700 mil usuários.

O valor da transação não foi divulgado pela companhia, o que se sabe é que ela será realizada no formato de acquihire, com a empresa absorvendo a equipe da startup.

Lançado em junho de 2016, o Poppin foi fundado em São Paulo pelos empreendedores Guilherme Ebisui e Filipe Santos e já gerou mais de 3 milhões de combinações.

No aplicativo, os usuários não precisam marcar encontros, basta confirmar presença no evento de escolha e dar um like em alguém que também está confirmado. Assim, o date já fica marcado. 

Segundo a empresa, em outros apps somente 0,5% dos matches viram encontros na vida real. 

Com essa proposta, a startup já levantou mais de R$ 3,5 milhões em rodadas de investimento realizadas por fundos como Duxx Investimentos, ACE e Eclipseon. 

Em 2018, a plataforma participou do programa Shark Tank Brasil e despertou o interesse de Camila Farani, investidora e presidente da G2 Capital, e de João Appolinário, fundador da Polishop. Juntos, eles investiram R$ 900 mil no negócio.

“Apostei neles por conta da consciência de negócios que eles expressaram, de priorizar uma nova visão de mercado, de valorizar a questão do big data, focar no early stage em crescimento, produto, para conseguir primeiro definir o product market fit e só então focar em monetização”, afirma Camila Farani.

Gabriel Benarrós, CEO e fundador da Ingresse, já conhecia o trabalho dos sócios do Poppin. Desde cedo, fizeram parcerias comerciais e discutiam o mercado. 

“Ao acompanhar o desenvolvimento da empresa, desenvolvi admiração pelo Guilherme e Filipe. O time em particular tem um olho para o produto muito fora da curva, capacidade de conectar feedback de usuários com desenvolvimento, além de um time de programação muito coeso e azeitado”, destaca Benarrós. 

Mesmo em uma pandemia que afetou diretamente o setor de eventos, a Ingresse afirma ter realizado o movimento por entender que há muitas possibilidades a serem exploradas junto ao consumidor final e acreditar que a retomada do segmento será forte. 

Neste primeiro momento, o time do Poppin deve assumir funções chave dentro da Ingresse, principalmente relacionadas a produto e inovação, para possibilitar a aplicação dessas metodologias ao mercado de eventos.

As empresas inclusive já adotam conceitos construídos em conjunto e em breve vão lançar novas funções relacionadas ao consumo de alimentos e bebidas via app.

Fundada em 2013, a Ingresse levantou R$ 90 milhões em rodada Série C liderada pelo fundo de investimentos Endurance em dezembro de 2019. A empresa leva cerca de 20% do market share, competindo com a Ingresso Rápido e a Sympla, da Movile.