T-Systems começou a trabalhar com AWS.

A T-Systems é mais um player do mercado de data center que parece ter adotado a máxima “se não pode vencê-los, una-se a eles”, ao fechar um acordo para oferecer serviços gerenciados em nuvem para a Amazon Web Services.

A gigante alemã, que possui data centers em diversos países do mundo, incluindo o Brasil, agora venderá também serviços de SAP, VMWare, segurança, migração e redes para quem quiser usar a AWS.

"Nossa base de clientes para serviços de TI clássicos está migrando para a nuvem com velocidade e escala. A AWS nos ajuda a atender a demanda destes clientes com maior velocidade e escalabilidade", explica o vice-presidente sênior da T-Systems para nuvem pública, Frank Strecker.

A nova parceria dá suporte à estratégia "Public Cloud First", que foi lançada no início deste ano e prevê a entrega de infraestrutura, plataformas e serviços gerenciados referencialmente a partir de nuvens públicas, um posicionamento cada vez mais frequente de players como a T-Systems.

Desde julho de 2017 a T-Systems e a AWS vêm trabalhando em conjunto com seu cliente comum, a Congstar, subsidiária da Deutsche Telekom (empresa que é dona da T-Systems), em projeto focado em gerenciamento de segurança para AWS e na implementação de uma solução inovadora de big data. 

O foco principal do projeto é ampliar as funcionalidades de automação e segurança da AWS, seguindo as melhores práticas que deixem a solução em conformidade com os requisitos da avaliação de privacidade e segurança (PSA) da Deutsche Telekom.

Em meados de 2018, a solução desenvolvida pela T-Systems recebeu a aprovação da PSA e entrou em produção. A solução permite ao time de DevOps da Congstar trabalhar de forma integrada em uma conta corporativa da AWS pré-configurada e gerenciada pela T-Systems.

Recentemente a T-Systems conquistou o status de AWS Advanced Consulting Partner. Com o suporte da AWS, mais de 100 engenheiros da T-Systems participaram de um programa de treinamento de três meses, recebendo a certificação AWS Solutions Architects.

Além disso, a T-Systems iniciou um programa global de educação em larga escala, que tem o objetivo de treinar e certificar mais de mil profissionais da companhia até o final de 2019.

Presente no Brasil desde 2001, a T-Systems tem 13 escritórios e dois datacenters no país, além de 2 mil colaboradores.