COVID-19

Catuaí Shopping controla acesso com Intelbras

07/04/2021 15:08

Proposta é evitar aglomerações ao agilizar a entrada dos clientes no empreendimento.

O produto mede a temperatura corporal e identifica se as pessoas estão utilizando a máscara facial corretamente. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

O Catuaí Shopping Londrina, localizado na cidade paranaense com cerca de 575 mil habitantes, implantou controladores de acesso por leitura facial da Intelbras, fabricante de equipamentos de segurança, redes e telecomunicações, para controlar o acesso ao empreendimento.

Os produtos, que utilizam inteligência artificial, foram colocados em todas as entradas do centro de compras no segundo semestre de 2020. 

A proposta é realizar o controle de acesso sem contato físico e evitar aglomerações, além de medir a temperatura corporal e identificar se as pessoas estão utilizando a máscara facial de forma correta para prevenir o contágio do novo coronavírus.

Antes do uso das soluções térmicas, o shopping alocava funcionários em cada acesso para aferir a temperatura dos clientes, o que agora é acompanhado à distância e permite a realocação dos funcionários para tarefas mais estratégicas.

Ao serem geradas pelos controladores de acesso, as imagens são enviadas para a central de monitoramento do shopping, onde é feito o acompanhamento dos acessos em tempo real.

Caso algum cliente esteja com febre ou usando a máscara incorretamente, por exemplo, é gerado um alarme pop-up na central e o funcionário pode acionar o segurança mais próximo para resolver a situação.

As imagens geradas são gerenciadas de forma unificada pelo Software Defense IA, que controla as permissões de acesso de usuários e prepara relatórios de contagem de pessoas, mapa de calor, tempo médio em fila, entre outros dados, para o departamento de segurança do centro de compras.

“No início, os usávamos apenas para o controle de entrada dos nossos funcionários, mas,  pela praticidade e precisão, adquirimos outros, que agora estão sendo usados em cinco acessos do shopping”, conta Diego Peralta, superintendente do Catuaí Shopping.

Segundo a Intelbras, os dispositivos são os mais rápidos do mercado brasileiro, capazes de realizar a leitura de rostos em até 0,2 segundo.

“Desenvolvemos em um curto período de tempo produtos ideais para promover maior segurança e contribuir com a continuidade das atividades de empresas como o Catuaí na pandemia”, afirma Paulo Daniel Correa, diretor da unidade de controle de acesso da Intelbras.

O Catuaí Shopping foi inaugurado em 1990 e está entre os maiores empreendimentos do gênero no Sul do país, com área construída superior a 134 mil m² e 270 lojas. O empreendimento é administrado desde 2011 pela brMalls e conta com 2,8 mil funcionários diretos.

Fundada em 1976 em Santa Catarina, a Intelbras é uma empresa de grande porte, com um faturamento de R$ 1,9 bilhão em 2019 e presente em 44% do market share no Brasil em segurança eletrônica. 

Com atuação em segmentos como centrais de PABX, telefones, câmeras, gravadores de imagem e centrais de alarmes monitoradas, a empresa tem fábricas na catarinense São José, em Manaus e na mineira Santa Rita do Sapucaí, além de exportar seus produtos para mais de 20 países.

Veja também

MARKETING
Intelbras compra naming rights da Copa do Brasil

Competição vai se chamar Copa Intelbras do Brasil em 2021 e 2022.

BOMBOU
Intelbras estreia bem na bolsa

Empresa catarinense capta R$ 1,3 bilhão, ações sobem quase 20% no primeiro dia.

VAREJO
Banco Senff tem pagamento por biometria facial

Projeto é da Payface, uma startup de Florianópolis que está em alta no nicho.

EXCLUSIVO
Payface conquista PCI DSS

Certificação determina um padrão de segurança de dados para transações financeiras.

CONTAS
Angeloni tem pagamento por biometria facial

Projeto é da Payface, uma startup de Florianópolis que está em alta no nicho.

TERMÔMETRO
DHL utiliza biometria da Unike para controle de acesso

A solução une triagem com medição de temperatura e reconhecimento facial.

SORRIA
Drogaria Iguatemi aceita pagamento por face

Tecnologia de biometria facial é da startup Payface.

CARGAS
Biometria facial pega “motorista dublê”

Tecnologia da CredDefense está sendo usada pelos clientes da seguradora NVZ.

BIOMETRIA
Salvador testa embarque com reconhecimento facial

Aeroporto baiano é o segundo do país a receber o projeto-piloto do Governo Federal.