FINTECH

Ex-Booking é o novo CTO do Nubank

07/04/2021 17:14

Matt Swann é a quarta contratação internacional do banco digital nos últimos tempos.

Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

O Nubank anunciou a contratação do norte-americano Matt Swann como o novo Chief Technology Officer (CTO) da companhia. 

O executivo substitui Edward Wible, co-fundador do Nubank, que atuou na posição por oito anos e passa a ocupar a diretoria de plataformas tecnológicas. 

Swann vem da Booking.com, onde era CTO na Holanda desde 2018, além de ser board member da Payfare, do Canadá, e da Heritage Distilling, dos Estados Unidos.

Em seus mais de 25 anos de experiência, o executivo também foi CTO da StubHub, CIO do Citibank, VP global de pagamentos da Amazon e diretor de tecnologia da Citadel Investment Group.

"Tornar-me CTO de uma empresa tão promissora como o Nubank, ainda mais tendo a missão de continuar o fantástico trabalho de um profissional como Ed, foi determinante para minha escolha”, conta Swann. 

Segundo Edward Wible, o novo CTO traz um enorme repertório de experiência em domínios técnicos e uma expertise em desenvolvimento em larga escala que poucos líderes no mundo possuem. 

“Estou animado em lhe dar as boas-vindas. Tenho certeza que ele vai fortalecer nossa equipe e nos ajudar a seguir crescendo e superando complexidades e desafios que têm aumentado à medida que ampliamos nossa base de clientes e nosso portfólio de produtos", afirma Wible.

O banco digital tem feito diversas contratações internacionais nos últimos anos. 

Em maio de 2019, a empresa anunciou a chegada da norte-americana Renee Mauldin, executiva com passagens pelo Google, Uber e Twitter, como Chief People Officer (CPO) da companhia. 

Em janeiro do ano passado, o banco trouxe Jag Dugga, ex-Facebook, para chefiar a área de produto, assim como Youssef Lahrech, ex-Capital One, que hoje ocupa o cargo de Chief Operating Officer no Nubank.

O Nubank foi fundado em 2013, em São Paulo, pelo colombiano David Vélez, e tem como cofundadores a brasileira Cristina Junqueira e o americano Edward Wible. Com operações no Brasil, México e Colômbia, hoje o banco digital soma mais de 35 milhões de clientes. 

Em 2020, a média de novos clientes por dia foi 36 mil pessoas e a empresa anunciou a aquisição da corretora Easynvest. Além disso, o banco digital diz deter cerca de 30% do market share em número de transferências via Pix. 

De acordo com um estudo da XP, a fintech pode superar o Banco do Brasil, que lidera em número de clientes no país, já em 2023, quando completará 10 anos. Hoje o Nubank é o quinto banco brasileiro nessa métrica e, quando se trata apenas do digital, já é o player número 1.

Veja também

EXCLUSIVO
Grupo Boticário compra GAVB

Empresa adquirida tem 200 funcionários e é especializada em inteligência artificial.

NOMES
Um Valley para chamar de seu

Região Sul desponta no mercado de startups brasileiro, com quatro possíveis unicórnios.

SEM NÚMEROS
XP lança cartão de crédito

Corretora está preparando serviços de banco digital para ter todo o patrimônio de seus clientes na plataforma.

PAROU
Pix fica fora do ar por mais de uma hora

Usuários fizeram reclamações no sábado, 6, e o Banco Central confirmou problema técnico.

CASH
Awari levanta R$ 2 milhões

Edtech atua no modelo ISA, uma fórmula em alta para formação em tecnologia.

SORRIA
Drogaria Iguatemi aceita pagamento por face

Tecnologia de biometria facial é da startup Payface.

TRABALHO
Monday.com abre no Brasil

Com base de 3,6 mil clientes brasileiros, startup israelense agora tem cara local.

 

PROGRAMAÇÃO
Stone capacita mão de obra em Elixir

A fintech vai contratar 30 pessoas e formá-las durante um mês. Inscrições estão abertas.

GIGANTE
Nubank é avaliado em US$ 25 bilhões

Após compra da Easynvest, o banco digital levantou R$ 400 milhões em rodada pré-IPO.

ERRO
Itaú transfere R$ 1 milhão indevidamente via Pix

Instituição duplicou valores das transações e agora processa outros bancos para receber o dinheiro de volta.