Ricardo Brandão, CEO e fundador da Sky.One. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Sky.One, companhia paulista especializada em computação na nuvem, acaba de receber um aporte de R$ 45 milhões em rodada Série B liderado pelo fundo Inovabra Ventures. 

A companhia teve um faturamento de R$ 100 milhões em 2020, uma cifra que deve dobrar esse ano e novamente no seguinte, atingindo R$ 400 milhões em 2022.

A Sky.One encontrou um nicho interessante, oferecendo migração para a nuvem para diferentes soluções de gestão escritas para o mundo on premise, sem necessidade de refazer código.

"Em 2014 entendemos que a tecnologia em nuvem chegou para ficar e que os softwares mais consolidados no mercado, com uma tecnologia anterior, precisariam de um atalho para essa modernização”, afirma o CEO e fundador da Sky.One, Ricardo Brandão.

Até agora, a Sky,One tem 400 fabricantes de software homologados em sua plataforma e por meio destes canais, 3 mil empresas são beneficiadas na ponta pela tecnologia em nuvem.

O histórico de investimentos da Sky.One começou em 2017, com um investimento anjo de R$ 1,5 milhão. No ano seguinte, em 2018, houve um novo aporte da Série A, de R$ 22,5 milhões realizado pela Invest Tech.

O foco da companhia também está nos produtos: Integra.Sky e Sky.Simple . O Integra.Sky é a plataforma que gerencia as APIs e otimiza a complexidade dos processos de integração. 

Já o Sky.Simple oferece uma camada de serviços financeiros integrados ao sistema de gestão, o que abre portas para negócios do tipo techfin.

Hoje a Sky.One conta com 240 colaboradores e deve terminar o ano de 2021 com 350. Desde o início deste ano, já ocorreram cerca de 90 contratações até o momento.