HR TECH

Flash levanta US$ 100 milhões

09/03/2022 11:33

Rodada série C foi liderada pelos fundos Battery Ventures e WhaleRock.

Ricardo Salem, Guilherme Lane e Pedro Lane, fundadores da Flash. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Flash, HR Tech focada em benefícios corporativos, acaba de levantar mais de US$ 100 milhões (cerca de R$ 502 milhões) em rodada série C liderada pelos fundos Battery Ventures e Whale Rock.

Também fazem parte da nova rodada os fundos Tencent, Tiger Global, Monashees, GFC e Citius, assim como Hans Tung, Rahul Mehta e Kevin Efrusy.

Fundada em 2019 por Ricardo Salem, Guilherme Lane e Pedro Lane, a Flash tem sede em São Paulo e atua com o gerenciamento unificado e controle da oferta de benefícios como alimentação, refeição, mobilidade e cultura, e, mais recentemente, auxílio home office.

Para profissionais de RH, a startup tem uma plataforma para inserir e administrar os benefícios dos colaboradores totalmente on-line, além de emitir relatórios e notas fiscais detalhando os depósitos realizados nos cartões.

Já os funcionários têm acesso a um aplicativo e um cartão com a bandeira Mastercard, aceito em mais de 2 milhões de estabelecimentos, além da possibilidade de uso com descontos em marcas como Uber, Liv Up, Spotify e Deezer.

Na plataforma, os colaboradores podem escolher, dentro de critérios pré-definidos pelas empresas, como desejam alocar seus recursos entre os benefícios disponíveis. Eles podem aumentar e diminuir o montante do vale-refeição e alimentação ou realizar upgrades e downgrades no plano de saúde, por exemplo.

“Achamos que o potencial de crescimento do Flash é ótimo e estamos extremamente empolgados em fazer parceria com Ricardo e sua equipe para levar a empresa ao próximo nível”, afirma Roger Lee, sócio geral da Battery Ventures. 

A nova captação ocorre 10 meses após o investimento série B, que foi liderado pelo fundo Tiger Global e também contou com a Monashees, que já havia liderado a rodada série A, e a GFC, que apoiou o investimento seed, assim como Citius e Kauffman Fellows.

No total, a startup já havia captado US$ 30 milhões anteriormente.

O novo aporte é o segundo maior de um HR Tech no Brasil, atrás somente dos US$ 220 milhões levantados pela Gympass no ano passado. A Gupy não ficou muito distante: captou US$ 93 milhões há cerca de dois meses.

Com o valor, a Flash deve potencializar o desenvolvimento da plataforma e a experiência do produto para os usuários, além da ampliação dos times e do portfólio de soluções.

“Nascemos para oferecer produtos modernos que combinam com o dia a dia do trabalhador e que valorizem o orçamento das empresas. Com novos recursos, continuaremos na vanguarda dessa transformação”, afirma Pedro Lane, cofundador da Flash.

Veja também

CONTRATAÇÃO
Ferreira, ex-Algar Tech, é VP na Cortex

Empresa de inteligência de dados traz executivo experiente para o time.

CONTRATAÇÃO
Márcio Silva é novo diretor de canais e alianças da Wevo

Executivo fez carreira em distribuidoras como ScanSource, Ingram e Officer.

INCENTIVO
Suzano investe R$ 5 milhões no WE Ventures

Fundo desenvolvido pela Microsoft é focado no empreendedorismo feminino.

ADQUIRÊNCIA
Cloudwalk levanta R$ 2,1 bilhões

A empresa emitiu seu segundo FIDC em três meses, estruturado pelos bancos Itaú BBA e Genial.

CVC
Multilaser vai investir R$ 200 mi em startups

Fundo criado com a Bertha Capital terá foco em fintechs, retailtechs e logtechs.

CONTRATAÇÃO
Jonatas Cruz é novo CFO da Sensedia

Spin off da CI&T se torna um pouco mais independente da “nave mãe”.