Júlio Semeghini é um nome próximo do setor de TI.

O ex-deputado federal Júlio Semeghini (PSDB) está cotado para se tornar secretário executivo do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) no governo de Jair Bolsonaro. 

De acordo com o site Teletime, Semeghini já tem participado de reuniões do futuro ministro, o astronauta Marcos Pontes, inclusive envolvendo o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).

Semeghini foi sub-secretário de Tecnologia e Serviço ao Cidadão de João Dória até o prefeito de São Paulo sair do posto para concorrer ao governo estadual.

Iniciou sua carreira pública em 1995, quando assumiu a presidência da Prodesp, estatal de processamento de dados de São Paulo, e se tornou conhecido no setor de tecnologia ao longo de quatro mandatos consecutivos em Brasília.

Na avaliação do Convergência Digital, o nome tranquiliza o empresariado de TI, uma vez que Semeghini é um conhecido defensor da Lei de Informática.

A legislação, que garante incentivos para a produção local de tecnologia, está sob ataque da Organização Mundial do Comércio e há dúvidas sobre qual vai ser a nova orientação do governo, em tese pouco adepto a esse tipo de políticas.

O nome de Marcos Pontes foi recebido pelo setor de tecnologia com reações que variaram entre a cautela e um otimismo moderado, segundo o Baguete revelou com uma pesquisa informal com formadores de opinião da área.