DISPUTA

AX4B e LTA-RH ganham nuvem dos estados

11/07/2022 07:49

Licitação da Procergs ficou em R$ 281,7 milhões. Não está claro se a contratação vai sair.

Contrato foi dividido em dois lotes. Foto: Pexels.

Tamanho da fonte: -A+A

A AX4B e a LTA-RH foram as vencedoras do edital para contratação de serviços de computação na nuvem no atacado para diversos estados brasileiros por meio da Procergs, a estatal gaúcha de TI.

O valor total da licitação ficou em R$ 281,7 milhões. A paulista AX4B venceu o lote 1, no qual será a integradora de serviços em nuvens Oracle, Huawei Cloud e AWS, com uma oferta de R$ 158 milhões.

Já a gaúcha LTA-RH levou o lote 2, que previa serviços de nuvem exclusivamente em plataforma Oracle, com uma proposta de R$ 123,7 milhões. Ambos valores são por três anos.

O lote 1 foi de longe o mais disputado, com a AX4B abrindo o pregão com uma oferta de R$ 1 bilhão, mais de quatro vezes o valor estimado pela Procergs, que ficava em R$ 223 milhões.

Esse pregão foi disputado também por IPnet, Extreme Digital e NetManagement.

No caso do lote 2, o preço foi mais do dobro dos R$ 50 milhões esperados pela Procergs. Só disputaram o contrato a LTA-RH e a NetManagement Informática. O preço inicial oferecido pela LTA-RH foi de R$ 237,35 milhões.

A licitação visa a compra de nuvem para 10 estatais estaduais de tecnologia e a Procempa, a estatal municipal de Porto Alegre.

As empresas estatais que poderão contratar os serviços da AX4B são: Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar), Centro de Informática e Automação de Santa Catarina (CIASC), Companhia de Processamento de Dados da Paraíba (Codata), Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), Empresa Matogrossense de TI (MTI), Companhia de Processamento de Dados de Porto Alegre (Procempa), Companhia de Processamento de Dados do Amazonas (Prodam), Companhia de TI de Minas Gerais (Prodemge), Centro de Gestão de TI do Amapá (Prodap) e Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Inovação de Goiás (SEDI/GO).

Celepar, MTI, Procempa e Prodemge querem os serviços em Oracle do lote 2, da LTA-RH.

A Procergs liderou a parte licitatória, criando um registro de preços para contratação de serviços de nuvem. Pela lógica das atas de preço, a adesão pode ser maior do que o grupo inicial, que forma apenas uma base de valor.

A cooperação se dá por meio da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Tecnologia da Informação e Comunicação (ABEP), que reúne as estatais públicas de TI.

Agora, não está claro se a contratação realmente vai acontecer, porque o assunto todo pode acabar na justiça. Global Web, Innuvem, Brasoftware, Claro e Oi já pediram a impugnação do edital antes do pregão.

As empresas contestam principalmente dois aspectos do edital. Um é a decisão de fazer um lote separado para nuvem da Oracle. O outro são os valores em si. O edital foi baseado em outro registro de preços feito em 2021, pelo Ministério da Economia, apesar de incluir o dobro de serviços.

A Procergs tem uma experiência longa em prover serviços para além do seu grupo de clientes original, composto pelo governo do Rio Grande do Sul e estatais ligadas a ele.

A estatal ofereceu por muitos anos hospedagem de sistemas nos seus próprios data centers em modelo hosting para prefeituras do Rio Grande do Sul. Em 2008, a Secretaria da Fazenda do Rio Grande do Sul fechou um acordo para fazer o processamento das notas fiscais eletrônicas de Santa Catarina, Alagoas, Piauí e Paraíba, com infraestrutura da Procergs.

Por outro lado, as duas empresas vencedoras são de médio porte. Entre as que ficaram de fora estão algumas das maiores do país no segmento de integração de tecnologia para o setor público, e outras com grande foco em nuvem. 

Parecem estar dados os ingredientes para uma longa disputa. 

Veja também

ENTREGAS
FedEx: 100% na nuvem até 2024

Gigante de logística tem planos de eliminar o uso de mainframes e data centers.

NUVEM
Ideris migra para Azure com Teltec

Com o projeto, o tempo de resposta aos clientes foi reduzido em 70%.

NUVEM
Azure está em apertos

Aumento de demanda e problemas para ampliar capacidade estão levando data centers ao limite.

SISTEMAS
Mineração Taboca migra SAP para AWS

Projeto é o passo inicial para um upgrade do ECC para o S/4 Hana.

LOCAIS
Tok&Stok roda na nuvem da Oracle

Rede de lojas de móveis e decoração usava infra on premise da Oracle.

INAUGURAÇÃO
SAP Labs expande instalações no RS

Com quase 2 mil funcionários, o hub agora está entre os seis maiores laboratórios da alemã no mundo.