Jorge Sellmer.

Jorge Sellmer, ex-VP da unidade de negócios SAP da Resource, acaba de assumir a posição de head de SAP da BRQ.

Sellmer estava na Resource desde 2011, quando a BBKO, uma consultoria SAP na qual o profissional era VP foi adquirida pela Resource.

Em junho do ano passado, a Resource vendeu o seu controle para um grupo de investidores que já detém o controle da brasileira Cimcorp, e, em nível mundial, da Getronics.

Com a contratação de Sellmer, a BRQ está criando uma nova divisão focada em SAP, para a qual deve contratar 100 profissionais ainda no primeiro semestre.

A BRQ está de olho na oportunidade gerada pela migração da versão antiga do SAP ECC para as novas versões S/4 Hana, o software de gestão da multinacional alemã que roda em um banco de dados em memória.

“Queremos ser reconhecidos pelo mercado como o principal parceiro suportar os clientes na transição dos modelos tradicionais para o ERP inteligente na nuvem, além das demais soluções de inovação da SAP”, conta Sellmer.

Em nota, a BRQ fala em se “tornar um dos principais parceiros da SAP no Brasil”.

Sellmer é um nome com experiência em SAP e a Resource já era uma das grandes parceiras da companhia no país. O profissional foi premiado pela SAP em 2018, por maior volume de vendas e maior projeto em Cloud. 

Com cerca de 2 mil funcionários espalhados em oito unidades, a BRQ é uma das maiores em serviços de TI no país.

Também é verdade que o mercado que a BRQ quer entrar é muito disputado.

As versões antigas do sistema de gestão da SAP terão suporte descontinuado em 2025, o que torna a migração uma grande oportunidade para as consultorias que atuam nesse mercado.

Por outro lado, também é verdade que os clientes SAP não tem mostrado pressa em fazer o investimento para migrar para o SAP Hana, fazendo uma aposta silenciosa que o suporte das versões antigas será prorrogado para além de 2025.

É o que aponta um estudo da Information Services Group (ISG), empresa global de pesquisa e consultoria em tecnologia, sobre o status do S/4 Hana no Brasil e a qualificação dos diferentes fornecedores no mercado.

A SAP reagiu criando um um framework para facilitar o trabalho dos parceiros implementando o S/4 Hana.

Batizada de SAP Integrated Delivery Framework a novidade deve ajudar a “alinhar funções, metodologia e cronogramas de entrega entre a SAP e seus parceiros” visando garantir “que os clientes colham rapidamente os benefícios”.