Foto: Pexels.

Tamanho da fonte: -A+A

A Amazon adotou a tecnologia da BovControl, startup fundada no Brasil com base nos Estados Unidos, para o seu recém lançado negócio de crédito de carbono voltado à aceleração do reflorestamento na Amazônia.

Segundo o site NeoFeed, o nome do projeto é Sabiá e, na prática, cada produtor rural poderá se cadastrar em um site. A partir do cadastro, uma análise será feita para ver se ele se enquadra no perfil.

Ao ser aceito no programa, recebe um link para baixar o aplicativo e se conectar nesse ecossistema, que contará com treinamento, financiamento para a compra de insumos e comercialização de crédito de carbono.

O início do programa acontece com produtores no Pará e, no segundo trimestre, entrará em outros países onde há maior necessidade de recuperação florestal em propriedades rurais. O plano é envolver 3 mil fazendas da Amazônia nos três primeiros anos de operação.

O Sabiá fará todo o inventário da área que sequestra e da atividade que emite carbono usando dados coletados pelo aplicativo a campo, cruzando com dados de satélites. 

“Desenvolvemos a quatro mãos o que a Amazon está chamando de o maior framework de sequestro de carbono da Terra”, afirma Danilo Leão, CEO e fundador da BovControl.

Por enquanto, todo o crédito de carbono gerado deve ser adquirido pela Amazon, que vai comprar antecipadamente os créditos de safras futuras para negociá-los no mercado.

Atualmente, a tonelada de carbono é negociada na Califórnia por US$ 15,00 e pode chegar a até US$ 100,00. No Brasil, os chamados CBios, negociados na B3, fecharam cotados em R$ 55,64 no dia 12 de janeiro.

O mercado de carbono voluntário, liderado por empresas, movimentou mais de US$ 1 bilhão em 2021, segundo dados do Ecosystem Marketplace, da Forest Trends.

De acordo com um relatório divulgado pela XP em julho do ano passado, o mercado de crédito de carbono como um todo movimentou € 229 bilhões em 2020, cinco vezes mais do que em 2017.

A Amazon, avaliada em US$ 1,63 trilhão, anunciou em 2020 a criação do The Climate Pledge Fund, um fundo de corporate venture capital de US$ 2 bilhões focado em investir em iniciativas voltadas à descarbonização.

Desde então, a companhia pôs dinheiro em empresas como Rivian, de carros elétricos, Beta Technologies, de eVTOL, Carboncure Tecnhologies, de concreto de carbono, entre outras.

Fundada em 2014, a BovControl funcionava como um Software as a Service para digitalizar as tarefas e negociações de insumos e produtos das fazendas de pecuária. Ao longo do tempo, foi estendendo suas áreas de atuação de pecuária para outras cadeias do agro e indústrias.

Hoje, o sistema da empresa é usado por 83 mil fazendas ativas em 47 países e conta com uma receita recorrente de assinaturas, que vão de US$ 20 a US$ 400 por mês. Entre os seus milhares de clientes, estão nomes como Nestlé.