PAGAMENTOS

CloudWalk: maquininha é commodity

14/06/2019 12:28

Empresa quer derrubar preço no chão e ganhar no volume.

Mais uma maquininha chega no mercado. Foto: Pixabay.

Tamanho da fonte: -A+A

A CloudWalk, uma startup de interface para POS, decidiu colocar a sua própria maquininha no mercado, apostando em preços baixos para um serviço que acredita ser uma commodity.

O Brazil Journal trouxe uma matéria sobre a nova empresa, liderada por Luis Silva, um empreendedor que vem montando empresas de tecnologia desde que tinha 15 anos de idade.

De acordo com o site, a empresa quer viver basicamente de uma taxa de processamento de 0,4% por compra, o que é bem abaixo da média de entre 1,5% a 2% das adquirentes tradicionais.

Outros serviços, como antecipação de recebíveis, também serão entregues por preços de até um quinto da concorrência.

O segredo é operação enxuta (a empresa tem 40 funcionários), uso de tecnologias de blockchain e inteligência artificial para um sistema feito do zero na nuvem. 

Segundo a empresa, seu custo de processamento por transação é 35 vezes menor do que de concorrentes de capital aberto como Stone, PagSeguro e Cielo.

“O mercado brasileiro hoje é uma agiotagem legalizada para o lojista”, disse ao Brazil Journal Silva. “Depois do duopólio Cielo Redecard, veio uma primeira geração de disruptores encabeçada pela GetNet, e depois a segunda geração com Stone e PagSeguro. Nós somos a terceira”, agrega o empresário.

Para Silva, os serviços de software agregado que os novos players de pagamento estão oferecendo são só uma desculpa para seguir cobrando caro. 

O dinheiro para bancar a empresa vem do Smartbank, que é acionista do negócio. Trata-se do antigo banco Intercap, uma subsidiária do Indusval que foi investida pela gestora americana de venture capital The Hive.

Veja também

MERCADO
Fintechs: 47 fecharam no último ano

O número total de fintechs no país saltou de 453 para 604, um aumento de 33%.

FEBRABAN
Rede blockchain envolve 9 bancos

O sistema permite o compartilhamento de informações entre as instituições parceiras.

PAGAMENTOS
Pelotas integra Cidades do Futuro, da Visa

O programa busca incentivar o uso dos meios eletrônicos de pagamento.

CAIXAS
Prosegur, a nova concorrente da Saque e Pague

Empresa de segurança lança cofre reciclador e serviço de correspondente bancário.

EQUIPE
Hub FinTech contrata novo CTO

Claudio Murasaki teve passagens por instituições bancárias como Itaú e Bradesco.

INFRA
ProPay: na nuvem com CorpFlex

Empresa migrou servidores para a nuvem e adotou gestão de infra terceirizada.

BRASÍLIA
Bibo Nunes lidera comissão sobre biometria

O homem para fazer o lobby da tecnologia chinesa dar certo no Brasil?

MAIS UM
Via Varejo também tem uma fintech

Meta da empresa é chegar nos números de uma Nubank com rapidez.

ACORDOS
Hinode: pagamentos com GetNet e Super Digital

Empresa vai simplificar o pagamento aos seus vendedores, muitos sem contas bancárias.

OPORTUNIDADE
Santander tem 400 vagas de TI

Banco vai investir US$ 600 milhões em tecnologia no Brasil. Maioria das vagas é para São Paulo.

CAPITAL
Totvs capta R$ 1 bilhão na bolsa

Gigante de ERP aproveita a alta das ações na bolsa e reforça o caixa para valer.

REFORÇO
Amos Genish lidera digital do BTG Pactual

É um reforço de peso para o banco, que perdeu alguns executivos para o novo C6Bank.

FINTECH
Social Bank adquire a Vale Presente

A empresa de gift cards personalizados pertencia à HUB Fintech.