NOMES

Lojas Renner tem novo gerente de segurança

14/09/2021 10:00

Contratação não tem a ver com o ataque, diz a varejista. 

Lojas Renner tem novo gerente de segurança da informação. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

Fernando Alves, ex-gerente sênior de cyber segurança da TIM, acaba de assumir o cargo de gerente sênior de Segurança da Informação da Lojas Renner.

O profissional estava há 15 anos na operadora de telefonia, sempre em cargos ligados à área de segurança. 

Questionada pela reportagem do Baguete, a Lojas Renner aponta que a contratação de Alves já estava definida desde antes do grande ataque de ransomware sofrido pela varejista há quase um mês, no dia 19 de agosto.

Alves começou na posição ainda neste mês, após cumprir aviso prévio na TIM, afirma a Renner.

De acordo com a Lojas Renner, o atecessor de Alves ocupou a posição entre novembro de 2019 e agosto de 2021. Não fica claro se a posição estava ocupada ou não no momento do ataque.

Até 2019, o cargo era ocupado por Ricardo Dastis, contratado para a posição sete anos antes, vindo da PwC (Dastis é hoje diretor na Scunna, uma integradora de TI sediada em Porto Alegre).

Gerentes de segurança à parte, a Lojas Renner se recuperou rápido do ataque de ransomware, colocando parte de seus sistemas de volta no ar em dois dias.

Em redes sociais, muitos profissionais manifestaram seu apoio à equipe de TI da Lojas Renner e comemoraram a volta das operações.

“Todos os times de TI das empresa são heróis todos os dias. E quando acontecem incidentes como esse, viram a noite trabalhando, mas é apenas uma fração das ações que são realizadas ao decorrer do ano”, escreveu em um post no Linkedin Alex Amorim, presidente do IBRASPD (Instituto Brasileiro de Segurança, Proteção e Privacidade de Dados). 

Fundada em 1965, a Lojas Renner S.A. tem mais de 500 lojas em todos os estados brasileiros, além de uma unidade no Uruguai. Entram na conta as marcas Renner, Camicado, Youcom, Ashua e os serviços financeiros. Suas ações estão listadas na B3.

A receita da companhia no segundo trimestre foi de R$ 2,2 bilhões, mostrando recuperação frente ao mesmo período de 2020, quando o fechamento abrupto das lojas fez com que a varejista comercializasse aproximadamente um quarto desse valor.

Veja também

SEGURANÇA
Lojas Renner volta a rodar

Varejista se recupera rápido de ataque ransomware e nega ter pago resgate.

PROCESSOS
Servidores fraudam RH da Secretaria da Fazenda

Modernização no sistema revelou esquema que desviou R$ 2 milhões.

LGPD
A hora de medir a segurança digital da empresa é agora

O início da fiscalização da LGPD demanda que o CISO tenha clareza sobre a eficácia dos programas de segurança digital.

SEGURANÇA
Lojas Renner: não pagamos hackers

Varejista diz para a CVM que não negociou com responsáveis pelo ataque.

BOLA FORA?
Ex-jogador é acusado na Operação Criptoshow

Anderson Oliveira, ex-Grêmio e Inter, estaria envolvido em desvios que totalizam R$ 35 milhões.

LGPD
Banco Safra é multado em R$ 2,4 milhões

Instituição foi a quinta penalizada pela Secretaria Nacional do Consumidor pelo mesmo motivo.