A Faculdade Sumaré conta com 12 unidades espalhadas pela cidade de São Paulo. Foto: Divulgação.

A Faculdade Sumaré contratou a  Mandic Cloud Solutions para desenvolver um projeto de infraestrutura corporativa de cloud computing.

Fundada em 2000 através de um projeto do ISES (Instituto Sumaré de Educação Superior), a faculdade conta com 12 unidades espalhadas pela cidade de São Paulo.

Devido ao seu grande quadro de alunos e funcionários, que soma cerca de 30 mil pessoas, a instituição buscava um sistema seguro de armazenamento de dados.

Com a antiga infraestrutura de cloud, a organização não contava com agilidade e estabilidade necessárias para os diversos acessos. O sistema sofria inúmeras quedas e acabava atrapalhando o acesso dos estudantes e colaboradores. 

A Mandic Cloud Solutions traçou um plano de soluções que possibilitasse maior estabilidade do sistema a fim de permitir melhora na sua performance. Toda a implementação durou cerca de 40 dias.

“Toda a implementação foi rápida já que os dados estavam alocados em outro provedor, foi preciso apenas uma migração e adaptação ao novo sistema da Mandic Cloud. Além disso, a instituição tinha o conhecimento básico da ferramenta, o que facilitou bastante a mudança”, explica Karina Costa, executiva de contas da Mandic Cloud.

A Mandic, capitalizada por um aporte de R$ 100 milhões da Riverwood em 2012 e outro de valor não revelado da Intel Capital no final de 2013, tem planos de se tornar um player relevante de cloud computing no mercado brasileiro.

Com sede em São Paulo, a Mandic tem filiais em Curitiba, Porto Alegre e Rio de Janeiro. A empresa tem 13 mil clientes, 6 mil servidores, mais de 1 milhão de contas de e-mails e 200 profissionais especialistas em cloud computing.

Em junho, a Mandic anunciou a aquisição de toda a área de prestação de serviços de nuvem da Ascenty, maior empresa de infraestrutura de data center do Brasil. O objetivo é utilizar a infraestrutura de data center e conectividade da Ascenty para oferta de serviços na nuvem.