CHAMADA

Alfredo Sestini, ex-Oracle, assume Zoom no Brasil

15/12/2020 10:39

Companhia já vinha montando um time no país discretamente desde junho.

Alfredo Sestini.

Tamanho da fonte: -A+A

Alfredo Sestini, ex-diretor de vendas sênior de Experiência do Cliente no Brasil da Oracle, acaba de assumir o cargo de head do Zoom no Brasil.

O executivo estava há 13 anos na Oracle, onde passou por uma série de cargos relacionados a vendas de soluções para a área de marketing.

Sestini foi o responsável por implantar a área de Marketing Cloud da Oracle primeiro no Brasil e depois expandir para América Latina. Antes de ingressar na Oracle, ele foi consultor sênior da IBM.

O comunicado de contratação de Sestini é a primeira informação do Zoom diretamente sobre o mercado brasileiro.

Mas a empresa, cuja plataforma de videoconferência criada em 2011 que se tornou imensamente popular em meio à crise do coronavírus, estava montando uma operação silenciosamente no Brasil nos últimos tempos.

Uma pesquisa no Linkedin revela que a empresa contratou Filipe Dantas em junho, ex-Polycon, como engenheiro de soluções, um cargo técnico.

Meses depois, em setembro, foi a vez de Flávio Generoso Valiati para o cargo de executivo de contas.

Valiati é um profissional de vendas com uma passagem de destaque na Zendesk, onde foi eleito como melhor vendedor, além de SalesForce e Santo Digital, uma parceira do Google.

No meio tempo, em agosto, a empresa nunciou a chegada do Zoom Phone, seu serviço de telefone em nuvem, a 25 novos países e territórios de todo o mundo, incluindo o Brasil.

“O Zoom experimentou um crescimento sem precedentes este ano, inclusive nos países da América Latina, e ajudou pessoas e empresas a se manterem conectadas nestes tempos desafiadores. Estou feliz por ingressar no Zoom e ajudar a empresa a se estruturar na região e a executar sua visão”, disse Sestini.

O trabalho de Sestini é mais desafiador do que parece.

No terceiro trimestre, a empresa teve um aumento de receita de nada menos de 367%, para US$ 777,2 milhões, o terceiro trimestre consecutivo de crescimento na faixa dos três dígitos.

Grandes resultados trazem grandes responsabilidades, no entanto: a ação da empresa caiu na bolsa depois de uma previsão de crescimento de só 329% para o quarto trimestre.

A queda se acelerou depois da Pfizer anunciar resultados positivos para a vacina do Covid.

O desafio da empresa agora é provar que veio para ficar depois de que a crise do coronavírus tenha sido superada no médio prazo.

Isso envolve atender e manter uma base de clientes corporativos, que estãos sendo assediados com outras ofertas de software de videoconferência de players consagrados na área, como a Microsoft, ou mesmo novas potências, como o Google.

Veja também

VIDA REAL
Home office foi uma desilusão?

Estudo aponta que o entusiasmo inicial com trabalhar em casa caiu muito.

FECHADO
Salesforce paga US$ 27,7 bilhões pelo Slack

Gigante de CRM acaba de fechar um dos maiores negócios do setor de tecnologia.

NOVO NORMAL
Empresa ou home office?

A real questão é a fluidez, e garantir a melhor UX onde quer que o colaborador esteja.

TENDÊNCIA
B3 vai virar a Nasdaq?

Uma fila de startups se prepara para fazer IPOs na bolsa brasileira.

CHAMADAS
Zoom agora oferece telefone em nuvem no Brasil

Empresa lançou serviço em 25 novos países e territórios, sendo nove deles na América Latina.

NOVO NORMAL
Os maus produtos que a Covid-19 destacou

A arquitetura de software pode ser a solução para o sucesso ou fracasso dos negócios digitais.

NOVO NORMAL
Porque chamadas de vídeo cansam tanto?

Forma de comunicação do momento demanda muito mais atenção e gera muito mais stress do que uma conversa ao vivo.

ZOOMBOMBING
Cuidado ao fazer um evento no Zoom

Trolls estão invadindo eventos públicos na plataforma e veiculando pornografia.

CONTATO
AeC: gestão de endpoints com Quest Software

No início da pandemia, 80% dos 25 mil funcionários da empresa mudaram para o home office.

PRODUTIVIDADE
Microsoft deixa chefe de olho em você

Ferramenta Productivity Score mostra até se funcionário liga a câmera durante meetings.

VISIBILIDADE
Livelo monitora rede com Paessler

Empresa adotou a solução PRTG Network Monitor com projeto da integradora Nap IT.

PESSOAS
CHO: surge o C da felicidade corporativa

No ano da pandemia e do home office, o bem-estar emocional dos funcionários tem ganhado prioridade.

SEGURANÇA
Creditas: home office com Fortinet

Em três dias, todos os 1,6 mil funcionários da fintech foram conectados à rede de forma remota.

DESKTOP
Oncoclínicas: home office com AWS

Com implantação realizada pela CloudIgniter, grupo adotou a solução Amazon WorkSpaces.

DESKTOPS
AeC: 4 mil usuários na nuvem Azure

Projeto no call center foi entregue pela SGA, especialista em nuvem da Microsoft.