O estado de Santa Catarina tem mais de 12 mil empresas de tecnologia. Foto: Pexels.

As empresas de tecnologia com sede em Santa Catarina receberam, entre 2015 e 2018, um total de R$ 439,4 milhões em aportes de capital de risco. As informações são de um levantamento feito pela Escola do Financeiro com exclusividade para o site SC Inova.

O estudo foi desenvolvido a partir de dados do CrunchBase, plataforma que lista as principais negociações no mercado de venture capital e private equity voltadas ao mercado de tecnologia.

Em 2018, o valor captado por empresas catarinenses ficou em R$ 115,8 milhões, uma redução em relação aos R$ 178,6 milhões contabilizados em 2017. Foram 10 negócios em 2018 e 16 no ano anterior.

Nos últimos três anos, foram feitos investimentos significativos na Resultados Digitais, Neoway e ContaAzul.

Em 2016, a RD recebeu R$ 62 milhões dos fundos TPG Growth, Endeavor Catalyst, Redpoint e DGF). O valor representou 67% do total de capital de risco investido em empresas catarinenses no ano. 

Já em 2017, a Neoway recebeu um total de R$ 145 milhões dos fundos QMS Capital, PointBreak, Pollux e Andrew Prozes. O aporte significou uma fatia de 83% dos negócios em SC. 

Por fim, os R$ 100 milhões que capitalizaram a ContaAzul em 2018 (liderado pelo fundo Tiger Global Management) representaram 86% do volume total de capital de risco aportado no estado em 2018.

Sem esses grandes negócios, o total de investimentos em empresas locais seria de aproximadamente R$ 30 milhões nos anos de 2016 e 2017, com uma queda para cerca de R$ 15 milhões em 2018.

O estado de Santa Catarina tem mais de 12 mil empresas de tecnologia, que empregam 47 mil pessoas e geram um faturamento conjunto de R$ 15,5 bilhões. Os dados são parte do Observatório Acate – Panorama 2018.