Vanessa Tiba.

Vanessa Tiba, ex-diretora de vendas da provedora de software para contact centers Altitude Software, acaba de assumir como country manager da empresa no país.

A executiva tem 18 anos de experiência nos setores de software, contact Center e telecomunicações, com passagem por empresas do segmento como Atento e Telesul.

“Estamos bem consolidados no mercado brasileiro e o desafio, agora, é trazer um olhar ainda mais estratégico para a gestão dos parceiros – assim seguiremos acelerando os negócios com mais capilaridade no país”, afirma Vanessa.

Sediada em Lisboa e com 15 escritórios em quatro continentes, a Altitude conta com cerca de 300 funcionários globalmente, contando com mais de 1,1 mil clientes, entre eles organizações brasileiras como Itaú-Unibanco, Atento, Contax, AeC e Lojas Marisa.

MERCADO

O momento é de retomada no mercado de contact center.

Depois de três anos ruins, as empresas do setor querem voltar a crescer no Brasil em 2018, aumentando o faturamento em 3,6%, para R$ 13,6 bilhões.

 a previsão do Associação Brasileira de Telesserviços (ABT), que representa cerca de 80% das empresas terceirizadas especializadas em atendimento ao cliente no país e encomendou um levantamento sobre o tema para a E-Consulting. 

O setor apresentou crescimento real de 12% entre 2010 e 2015. A ABT não abre os dados de 2016 e 2017, afirmando apenas que “a tendência foi interrompida”, mas está claro que foram anos ruins.

As margens, que giravam em torno de 3% ao ano até 2015, caíram nos anos posteriores e atualmente giram em torno de 1%.

Houve uma queda de 6% no número de funcionários de 2017 (412 mil) para 2018 (387 mil) nas associadas da ABT.