TURBULÊNCIA

Pane no TSE cai no colo da Oracle

17/11/2020 10:28

Falha em Exadata X8 causou atraso na contagem neste domingo. O que aconteceu ainda não está claro.

Falha no TSE está criando turbulência para a Oracle. Foto: https://www.flickr.com/photos/pernett/

Tamanho da fonte: -A+A

Uma falha ainda não totalmente esclarecida em um equipamento Exadata X8 da Oracle está por trás do atraso na apuração dos votos da eleição municipal de 2020.

Ainda no domingo, 15, o ministro Luís Roberto Barroso, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), falou em uma falha em um dos oito processadores de um “supercomputador”.

Já nesta segunda, 16, Barroso disse que havia sido um "erro de diagnóstico" atribuir o problema à falha no processador.

No meio tempo, começaram a surgir mais informações sobre do que se trata.

Questionado sobre o assunto pela reportagem da BBC News Brasil, o secretário de Tecnologia da Informação do TSE, Giuseppe Dutra, disse que se trata de um “contrato de prestação de serviço”.

“É um serviço justamente, não é uma aquisição. Portanto, a manutenção, a conservação, o suporte, o bom funcionamento do equipamento é de responsabilidade da empresa", disse Dutra à BBC.

A BBC apurou que se trata de tecnologia da Oracle, comprada da subsidiária brasileira da multinacional com dispensa de licitação por um valor total de R$ 26,2 milhões. 

A compra saiu no Diário Oficial em 25 de março. A ausência de licitação foi justificada com base no artigo da Lei de Licitações que abre essa possibilidade em caso de serviços “de natureza singular, com profissionais ou empresas de notória especialização”.

O serviço de data center dedicado da Oracle foi implementado com atraso e menos testes do que deveria, em parte devido ao coronavírus.

Foi o que disse à BBC secretário de Tecnologia da Informação do TSE, Giuseppe Janino, segundo o qual o avanço da doença atrasou a entrega do equipamento de março para agosto.

De acordo com Janino, apenas dois dos cinco testes previstos foram feitos no equipamento, já com as configurações de software para uso na eleição. Os outros três testes foram realizados antes, em outros equipamentos.

Os testes eram importantes para o Exadata aprender a  contabilizar um grande volume de votos em um prazo curto, o que fez com que a contagem ficasse lenta e, até mesmo, travasse em alguns momentos. A BBC procurou a Oracle, que não falou sobre o assunto.

O site Poder 360 trouxe mais detalhes sobre o problema, afirmando que a Oracle "não forneceu o suporte imediato para resolver o problema".

De acordo com o site, até a segunda, 16, a Oracle ainda não havia realizado a manutenção no equipamento.

O problema causou um atraso de quase três horas para a divulgação do resultado na comparação com as últimas eleições.

A tônica oficial do TSE é que apesar das dificuldades técnicas, a apuração foi um sucesso. 

"A divulgação dos resultados que foi feita ainda na noite do próprio dia da eleição. Poucos países do mundo conseguem realizar essa façanha", disse Barroso.

Veja também

RUMOS
AWS, pronta para aceitar o multicloud?

Líder de mercado muda de postura e vai facilitar o uso de outras nuvens em conjunto com a sua.

ELEIÇÕES 2020
TSE sob ataque de hackers

Tribunal teve dados roubados e sofreu ataque de DDoS. Votação não foi comprometida.

NO BYOD
Sem notebooks particulares no STJ

Depois do ataque hacker, órgão decidiu controlar de perto o acesso à rede.

SEGURANÇA
TJ-RS atacado por hackers

Invasor colocou foto e texto em site do TJ-RS. Site chegou a ficar fora do ar.

SEGURANÇA
Hackers afirmam ter 874 GB de dados da Braskem

Ransomware Revil faz pedido de resgate na dark web. Braskem negou vazamento.

INFRA
CMAA migra para nuvem da Oracle

Com a mudança, a Companhia Mineira de Açúcar e Álcool teve uma redução de custos de 40%.

NUVEM
Voxline migra para Oracle Cloud

Negócio foi fechado diretamente pela Oracle e implementação levou 20 dias.

TROCA
Kaizen migra para nuvem da IBM

Plataforma de gestão é usada por grandes empresas. Projeto foi da Digisystem.

CAPACITAÇÃO
Oracle abre 1,5 mil vagas gratuitas em curso de TI

Treinamento on-line tem aproximadamente 420 horas e é voltado para pessoas de baixa renda.

TENDÊNCIAS
VP da SAP: esqueçam das customizações

Executivo da gigante foi sincero em conversa com grupo de usuários.

REFEIÇÕES
Sapore migra para Azure

Projeto foi feito pela SoftwareOne, que assume agora o gerenciamento da infra.

RENOVAÇÃO
Petrobras faz upgrade no SAP

Puxado pelo contrato, o setor de petróleo e gás foi o que mais cresceu na SAP do Brasil.