Ainda existe muita fragmentação no ERP brasileiro. Foto: Shutterstock

O mercado brasileiro de sistemas de gestão para pequenas empresas é amplamente dominado pela Totvs, ainda que com bastante fragmentação e alguns players nacionais emergentes. As multinacionais não apitam nada.

Esse é mais ou menos o panorama desenhado pela primeira pesquisa sobre o tema do Portal do ERP, um site especializado no mercado brasileiro de sistemas de gestão, com 3,1 mil empresas, a maioria delas de pequeno e médio porte.

De acordo com o estudo, a Totvs tem uma liderança significativa do mercado, com 35,86% de participação só para o Protheus. Somado com os produtos RM (5,11%), Datasul (4,77%), Logix (1,04%) e outros da Totvs (1,29%), a gigante brasileira de ERP chega a quase a metade do mercado (48%).

A segunda colocação vai para a categoria "Outros", que somam 24%. Em um estudo que lista participações de 0,06%, isso mostra que um quarto do mercado ainda está nas mãos de companhias minúsculas.

Os primeiros players extra Totvs que aparecem na lista são a Mega e Sankhya, com participações na faixa dos 4,5%, seguidos da Senior, com 2,72%.

Players multinacionais com produtos para pequenas empresas são irrelevantes na pesquisa, com a SAP aparecendo com 1,49% para o Business One. A Oracle tem 0,65%.

Os números da pesquisa do Portal ERP aqui mostram a maior distância em relação com a pesquisa sobre o mercado de TI feita pela Fundação Getúlio Vargas (EAESP-FGV), cujos dados sobre ERP são o principal indicador do mercado brasileiro.

No levantamento da FGV, a Totvs tem também a metade do mercado, mas a SAP já aparece com uma presença consistente de 10% e a Oracle com 9% entre as pequenas empresas.

Isso provavelmente se deve ao fato de que a pesquisa da FGV define como pequenas empresas como até 170 usuários de ERP.

Já a do Portal ERP define como grandes (apenas 30% da mostra) indústrias acima de 500 funcionários e empresas de comércio e serviço acima 100, que provavelmente ficariam no grupo de entrada da FGV.

A fragmentação do mercado aumenta a medida que diminui o tamanho das companhias.

Assim, entre grandes e médias o número de "outros" fica entre 15% e 20%. Quando falamos de pequenas empresas, ele chega a 57% e em micro 66,9%.

De acordo com Luciano Itamar, publisher do Portal ERP, esse fatia do mercado está nas mãos de pequenas operações, atendendo algumas dezenas de clientes, e representa uma grande oportunidade para expansão.

“Será um mercado a ser disputado entre os grandes players de ERP e novas companhias que criaram produtos já na nuvem e são mais ágeis e próximas do consumidor”, analisa Itamar.

Do lado dos grandes players, o candidato óbvio é a Totvs, que recentemente atualizou sua oferta para pequenas companhias com o lançamento da linha Fly01.

O espaço das novas companhias na nuvem é mais disputado, mas uma das companhias dessa nova leva já tem uma presença nesse levantamento.

Entre as microempresas pesquisadas pelo Portal do ERP (companhias com até 19 funcionários) a ContaAzul, de Joinville, aparece com quase 3% de participação.

SEGMENTOS

A pesquisa também traz dados segmentados por setor da economia, o que revela a força de alguns players por segmentos, mesmo que a Totvs lidere amplamente todos eles.

Em agronegócio, se vê a maior fragmentação, com 40% do mercado em mãos de "Outros". A Mega também tem uma participação importante, com 6%. O resto está com a Totvs.

Em construção civil, seu nicho de mercado, a Mega tem a maior participação de uma empresa fora do portfólio Totvs, com 28%. Mesmo assim, entre RM e Protheus a Totvs tem mais da metade do mercado.

Na área de distribuição e logística aparece outro player de nicho: a PC Sistemas, recentemente adquirida pela Totvs, tem 7%. A Senior também tem uma participação relevante, com 6,8%.