Leonardo Farah, CCO da Keyrus.

Leonardo Farah, ex-CEO da Toccato, empresa catarinense que é um dos maiores distribuidores da multinacional de software de análise de dados Qlik no Brasil, acaba de assumir o cargo de chief operating officer para América Latina na Keyrus, multinacional francesa que vem investindo no seu negócio Qlik no país.

A informação é de fontes de mercado e foi confirmada pelo Baguete. Dias atrás, o site já havia informado da saída de Farah da Toccato, que não anunciou um substituto até agora.

A contratação de Farah, que entrou na Toccato em 2014 e desde 2016 era o CEO, é mais uma tacada da Keyrus para reforçar o seu negócio Qlik no país.

Os franceses tem também portfólio de soluções de análise de dados onde já estão IBM, Microsoft, Oracle, SAP, SAS, Tableau e a solução de e-commerce Hybris, mas parecem ter um carinho especial pelo mercado Qlik.

Em 2017, a empresa comprou a a paulista QConsulting, uma das maiores parceiras da Qlik no país, com 60 funcionários, um faturamento de R$ 10 milhões em 2016 e clientes como Ticket, Banco Original, Dia, JBS e Eurofarma.

A Keyrus está se transformando em um concorrente de peso para as brasileiras Inteligência de Negócios, Toccato e Nórdica, três companhias com aproximadamente 1 mil clientes cada uma que até alguns anos atrás dominavam o negócio Qlik no país, atuando como distribuidores.

Os franceses começaram atuando no mercado Qlik em um nível de parceria com a companhia de software de visualização de dados que permitia bypassar os intermediários brasileiros.

A Keyrus faturou R$ 106 milhões no Brasil em 2017, um crescimento de 60% frente aos resultados de 2016.

Com o resultado, o Brasil se tornou o segundo mercado mais importante do Grupo Keyrus, presente em mais de 15 países, que faturou no ano em 2017 um total de € 257,4 milhões (próximo de R$ 1 bilhão), uma alta de 11,7%.

Os sócios da QConsulting serão Regis Torres e Douglas Sobreira, dois ex-consultores da Nórdica Software com quase duas décadas de projetos com Qlik, ficaram à frente da diretoria de Smart BI da Keyrus do Brasil.

A Qlik vem dando indicativos que buscava diversificar seu go to market no país desde 2016, quando contratou Luis Picinini, ex-Oracle, como novo diretor de Alianças e Parcerias da empresa para a América Latina, e Lucien Cohen, ex-Accenture, para o cargo de diretor de alianças estratégicas da empresa no Brasil (Cohen já saiu da empresa e está hoje na Red Hat).