Baguete
InícioNotícias> Brasil: todo mundo quer dar no pé

Tamanho da fonte:-A+A

TENDÊNCIAS

Brasil: todo mundo quer dar no pé

Maurício Renner
// segunda, 18/06/2018 10:24

Quase a metade (43%) dos adultos brasileiros sairia do país se tivesse condições, uma cifra que aumenta nas camadas mais jovens, melhor educadas e com mais renda da população.

Brasileiro está pessimista sobre o país. Foto: Pixabay.

É o que aponta um estudo do Datafolha sobre o assunto divulgado neste final de semana pela Folha de São Paulo.

O número total é 70 milhões, o equivalente a população de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná.

Por faixas etárias, o desejo é mais forte quando mais jovem é o pesquisado. Assim, o interesse por emigrar chega a 62% entre pessoas entre 16 a 24 anos, que cresceram em meio a crise econômica e política. É o maior índice entre todas as faixas pesquisadas.

Para pessoas entre 25 a 34, no começo da vida profissional, a cifra é 50%. Na faixa seguinte, entre 35 e 44, ela cai um pouco, para 44%, chegando a 32% entre 45 a 59 e 24% na de 60 anos ou mais.

Quando o corte é por nível educacional, a resposta é positiva para 56% dos pesquisados com nível superior, 48% para nível médio e 27% para nível fundamental. Já por classes sociais é 51% para AB, 44% para C e 30% para DE.

O país favorito para imigrar são os Estados Unidos, o nome lembrado por 14% em uma resposta espontânea única. Portugal é o segundo, com 8% e em terceiro vem o Canadá, com 3%. 

A pesquisa da Datafolha foi feita com 2.090 entrevistas em 129 municípios de todas as regiões do país.

É preciso ser cauteloso na interpretação dos resultados. Apesar de milhões manifestarem interesse em sair do país, o Brasil não está em meio a um êxodo de proporções bíblicas.

O número de vistos para imigrantes para os EUA foi de 3,366 em 2017, o dobro de 2008, mas um cifra na casa dos milhares. 

A cidadania portuguesa, um caminho mais acessível para imigração, teve 50 mil concessões só no consulado de São Paulo desde 2016, mas o número não significa necessariamente que o beneficiado tenha se mudado.

Em outubro do ano passado, o Estado de São Paulo revelou que os primeiros sete meses de 2017 haviam sido emitidos 185 dos chamados Golden Visas para brasileiros em Portugal.

É a metade do total que havia sido emitido desde a criação do visto, em 2012. o Golden Visa exige investimento em empresas ou compra de imóveis.

Em qualquer caso, o grande número de interessados em emigrar, principalmente entre as camadas da população com mais condições reais de fazer isso pode ser lido como um raio-x do estado de espírito pouco otimista do brasileiro.

Um levantamento feito no começo deste mês pelo Datafolha mostrou que, para 32% dos brasileiros, a economia vai piorar; 46% acreditam em alta do desemprego.

Maurício Renner