BOLA DENTRO

Penalty: e-commerce em casa com VTEX

18/09/2020 14:11

Marca trocou de plataforma e estratégia de gestão operacional, que antes era da FutFanatics.

Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Penalty, marca brasileira de artigos esportivos, lançou uma nova loja virtual com gestão interna, utilizando a solução da VTEX, plataforma brasileira de e-commerce.

Até então, o e-commerce da marca, criado em 2018, era administrado pela FutFanatics e utilizava a plataforma Tray, também desenvolvida no Brasil e adquirida pela Locaweb ainda em 2012.

“Trocamos a plataforma e a estratégia de gestão operacional. Com esta alteração, ganhamos dinamismo no acompanhamento de métricas, controle e agilidade nos desenvolvimentos, e na manutenção das páginas”, destaca Rodnei Mendonça, gerente de marketing e e-commerce da Penalty.

Com a internalização do e-commerce, a empresa também vê a possibilidade de evoluir tanto em projetos B2B como em omnichannel, podendo escalar suas aplicações para totens em lojas físicas, por exemplo.

Além da loja virtual, a marca também estreia uma página destinada a conteúdo e inaugura seu oitavo ponto físico no modelo outlet, localizado no Aeroporto Internacional de São Paulo (Guarulhos).

As ações fazem parte da estratégia de retomada da Penalty, que projeta triplicar as vendas no e-commerce até o fim de 2020.

Como a pandemia veio junto com a alta do e-commerce, muitas marcas parecem ter se convencido de que  era a hora de pôr a mão na massa quando o assunto é vendas pela Internet.

Recentemente, a Grendene, fabricante de marcas como Melissa, Grendha, Zaxy, Rider e Ipanema, começou a internalizar suas lojas virtuais e pretende ter o e-commerce com tecnologia totalmente desenvolvida em casa até janeiro de 2021.

Segundo o relatório IDC Worldwide Digital Commerce 2019 Market Share, a VTEX  — plataforma de e-commerce adotada pela Penalty  — é a que mais cresce no mundo, com um aumento de faturamento de 44,1%, quase quatro vezes a média mundial de 13,2% no segmento.

Especializada em produtos para a prática esportiva, a Penalty foi criada em 1970 pelo Grupo Cambuci, de São Paulo. Com filial na Argentina, é a única multinacional de esportes brasileira e tem 1,5 mil funcionários.

Além disso, a empresa é a única fabricante brasileira com certificação internacional emitida pelas quatro instituições máximas das principais modalidades com bola: FIFA (futebol e futsal) , FIVB (vôlei), FIBA (basquete) e IHF (handebol).

Veja também

ESPORTE
Penalty investe na iFut

Com dados da startup, marca quer fortalecer presença no futebol amador.

MÓVEIS
Tok&Stok cria aplicativo com Kobe

Com e-commerce, plataforma tem recursos como busca com imagens e realidade aumentada.

ERP
Petlove adquire Vetus

Compra vem poucos meses depois do e-commerce receber um aporte de R$ 250 milhões do Softbank.

TENDÊNCIA
B3 vai virar a Nasdaq?

Uma fila de startups se prepara para fazer IPOs na bolsa brasileira.

MAIS UMA
Linx compra empresa de HCM

Enquanto futuro não se define, Linx segue o plano de sempre: aquisições e mais aquisições.

MAIS UMA
Magalu entra no mercado de delivery de comida

Companhia comprou a startup AiQFome, sua quinta aquisição em menos de 40 dias.

CONEXÕES
MadeiraMadeira faz gestão de APIs com Kong

Projeto foi implementado pela Engineering, parceira da Kong no Brasil.

VENDAS
Grendene: e-commerce 100% em casa até janeiro

Calçadista lançou primeira loja virtual em 2001 e, 20 anos depois, está internalizando processo.

SERVIÇOS
Tumelero: ajudinha pelo WhatsApp

Rede de materiais de construção oferece ajuda gratuita no uso de 2,5 mil produtos.

QUADRADOS
VTEX promovida no Quadrante do Gartner

Plataforma brasileira passou a ser considerada uma “visionária” pela consultoria.