Guilherme Horn, diretor de estratégia digital e inovação do Banco Votorantim. Foto: Divulgação.

O Banco Votorantim acaba de contratar Guilherme Horn como diretor de estratégia digital e inovação. O executivo irá liderar o BVx, hub de inovação e venture capital da instituição.

Mestre em administração de empresas pela PUC-RJ, Horn é também doutor em ciências empresariais pela UMSA, na Argentina, e tem especialização pelo MIT.

Antes de chegar ao Banco Votorantim, Horn era membro do Conselho de Administração do Banco do Brasil e de outras organizações, entre elas ABFintechs e Anjos do Brasil, além de mentor da Endeavor. Nos últimos cinco anos, foi diretor Executivo de Inovação da Accenture para a América Latina.

“O grande desafio dos bancos é o customer centricity verdadeiro, aquele em que o banco se coloca do lado do cliente. Nesse sentido, chego para impulsionar ainda mais a estratégia já adotada pelo Banco Votorantim de usar as tecnologias emergentes e colaborar com as startups para reduzir as ineficiências do setor e resolver as dores dos usuários”, diz Guilherme Horn.

Junto à chegada do executivo, o Banco Votorantim lança o BVx, unidade de negócio dedicada para se conectar com novos parceiros, testar novas tecnologias e avançar na experiência do cliente dentro do seu laboratório de inovação.

O Banco Votorantim conta hoje com mais de 15 parcerias, com empresas como Neon, GuiaBolso, Dr.Consulta e PraValer. Além disso, possui um fundo de Corporate VC para investimentos e é cotista em dois outros fundos: BRStartups, em parceria com a Microsoft, e Monashees. 

“Com a força e o reconhecimento dentro do sistema financeiro brasileiro, o Banco Votorantim é flexível e ágil, aberto para os novos desafios que o setor enfrenta com a chegada das fintechs, que estão revolucionando a forma como as pessoas lidam com os serviços financeiros”, diz Guilherme Horn.

O BVx tem o objetivo de conectar as ações de transformação do Banco Votorantim para otimizar os esforços de inovação que já existem na organização. Os novos negócios fazem parte da agenda estratégica da instituição, que busca a transformação digital nos processos do banco e, principalmente, conexão com fintechs, seja por meio de parcerias ou com investimentos.

O Banco Votorantim é o quinto maior banco privado brasileiro em ativos. A base de acionistas da instituição conta com o Banco do Brasil e a Votorantim S.A.