TÚNEIS

Vem aí o Hyperloop Porto Alegre-Caxias?

19/01/2021 16:12

Governo do Rio Grande do Sul fechou estudo de viabilidade com badalada startup de transportes.

Cápsula do sistema é parecida com um trem. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Hyperloop Transportation Technologies (HyperloopTT), startup americana de pesquisa sobre a tecnologia, acaba de assinar um acordo com o Governo do Estado do Rio Grande do Sul para estudo de viabilidade para um transporte de altíssima velocidade na rota Porto Alegre-Serra Gaúcha.

O trajeto a ser estudado vai até a cidade de Caxias do Sul, a segunda mais populosa do estado. Com 129 quilômetros, esse caminho é percorrido em cerca de 1h40 de carro e, com a tecnologia, o tempo pode ser reduzido para algo em torno de 12 minutos.

Com velocidade de até 1,2 mil quilômetros por hora, o sistema Hyperloop consiste em uma cápsula parecida com um trem, que é colocada em um tubo despressurizado, com o ar removido para eliminar a resistência, e se desloca por levitação magnética — podendo transportar passageiros e cargas.

“Pode parecer que o acordo que nós estamos assinando aqui hoje seja excessivamente futurista, mas o que nós pretendemos é justamente cogitar essa possibilidade, analisar a viabilidade e, assim, lançar a primeira ideia para que possamos, quem sabe adiante, confirmar as condições de viabilizar o projeto”, explica Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul.

Com o estudo, que tem expectativa de duração de quatro a cinco meses e contará com o apoio da Escola de Engenharia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), será possível projetar com mais clareza questões como o tempo de duração da viagem e os custos para a construção da linha.

Segundo Dirk Ahlborn, fundador e presidente da HyperloopTT, o transporte é alimentado por luz solar, tem baixo custo operacional e pode até ser lucrativo.

“O Brasil tem um grande potencial, é um dos países que mais vai ter benefício com essa tecnologia. A serra gaúcha é o polo turístico mais importante do Rio Grande do Sul, além de abrigar algumas das maiores empresas do Brasil”, destaca o executivo.

Este estudo será o primeiro para um sistema Hyperloop na América Latina e a tecnologia é tão recente que a companhia ainda está se preparando para construir sua primeira linha comercial, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes.

O conceito de Hyperloop foi apresentado pela primeira vez em 2013 por Elon Musk, com uma equipe conjunta da Tesla e da SpaceX.

Musk abriu os seus projetos sobre o assunto, dando início a uma série de startups focadas em realizar o projeto, entre elas a HyperloopTT, que hoje tem 800 profissionais, em cinco continentes, trabalhando na iniciativa.

Com sede em Los Angeles, nos Estados Unidos, a HyperloopTT possui escritórios em Barcelona (Espanha), Toulouse (França), Dubai (Emirados Árabes) e São Paulo. A empresa conta com 40 corporações e universidades parceiras. 

Veja também

CANA
UISA: infraestrutura convergente com Pure Storage

Projeto da consultoria BS4IT incluiu a FlashStack e o modelo de assinatura Evergreen Storage.

TRANSPORTE
Buser investirá R$ 100 milhões em Minas Gerais

Startup enfrenta problemas pelo país para conseguir continuar operando de forma legal.

AGRO
Plena Alimentos aposta na Totvs

Projeto inclui ERP completo, sistema de Recursos Humanos e CRM, entre outros.

CARGAS
Biometria facial pega “motorista dublê”

Tecnologia da CredDefense está sendo usada pelos clientes da seguradora NVZ.

LOGÍSTICA
Praxio compra Fusion

Startup recifense nasceu na Universidade Federal de Pernambuco e foi acelerada no CESAR Labs.

PESQUISA
IBM, Flex e FIT anunciam centro para 5G

A Algar Telecom é a primeira companhia a participar de testes fim a fim com Open RAN no local.

TRANSPORTE
Grupo JCA migra para nuvem da Oracle

Empresa antecipou projetos durante a pandemia e economizou cerca de R$ 3,2 milhões. 

VAREJO
GPA: upgrade na logística com Manhattan Associates

Gigante do varejo adotou um pacote completo incluindo TMS, WMS, LMS e SCI.

TEMPERATURA
Problema em data center da Ascenty afeta clientes da IBM

Serviços foram paralisados às 5h de segunda-feira, 7, e só voltaram ao normal depois das 22h.

COLABORAÇÃO
VLI migra para Teams

Gigante de logística colocou 4,5 mil funcionários na plataforma em projeto da Logicalis.