Carlênio Castelo Branco. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Senior Sistemas fechou o primeiro semestre do ano com um faturamento de R$ 295,4 milhões, o que representa 40% a mais do que o mesmo período do ano passado. 

A previsão da empresa é acelerar um pouco mais no segundo semestre, fechando o ano com um faturamento de R$ 600 milhões. A médio prazo, a meta é R$ 1 bilhão em 2023.

“A Senior vem fortalecendo importantes frentes nos últimos anos através do investimento em tecnologias inovadoras para potencializar os negócios dos clientes de também da aquisição de empresas que tenham conexão com os objetivos estratégicos da organização”, destaca o CEO da Senior, Carlênio Castelo Branco.

Só nos primeiros seis meses do ano foram quatro aquisições, que se somam às outras 20 que já foram concretizadas ao longo dos 33 anos de história da Senior. A expectativa é que elas agreguem R$ 55 milhões em novos negócios para a companhia neste ano.

Em janeiro a Senior anunciou a aquisição da colombiana Novasoft, uma companhia com uma oferta de software de gestão similar à dos brasileiros, incluindo ERP e RH.

Em fevereiro a Senior anunciou a aquisição da Alcis, empresa de software para logística (WMS), de São Paulo. A partir desta aquisição a empresa alcançou a liderança no fornecimento de solução WMS no Brasil. 

Logo na sequência, no mês de abril, a empresa anunciou a aquisição da GKO, do Rio de Janeiro, especializada na gestão de fretes para embarcadores e que atua no desenvolvimento de soluções tecnológicas de logística.

Por meio da Wiipo, plataforma digital de serviços financeiros da Senior, a empresa divulgou em junho a aquisição da Convenix, startup com sede em Joinville, Santa Catarina. 

A partir da aquisição, a Wiipo passa a oferecer os benefícios vinculados ao PAT – Programa de Alimentação do Trabalhado e uma plataforma de convênios médicos, clube de vantagens e benefícios flexíveis.