Uma cena do passado? Foto: Divulgação.

A TIM decidiu implementar o home office de maneira permanente para os seus 1,4  mil funcionários do call center, enviados para casa no final de março como uma medida de combate à pandemia do coronavírus.

A novidade faz parte do novo acordo coletivo de trabalho negociado com as federações sindicais e aprovado em todo o país pelos colaboradores da empresa.

O acordo prevê a entrega de mobiliário e equipamentos necessários para o trabalho em casa, conexão à internet via linha WTTX oferecida pela empresa e também uma ajuda de custo mensal de R$ 80 que será implementada ainda em 2020.

A tecnologia WTTX é a base do pacote TIM Casa, com o qual a operadora oferece conectividade baseada na rede 4G da empresa.

Além disso, a TIM também se comprometeu com um “minucioso regulamento” que prevê a criação de regras que respeitem, por exemplo, o direito de desconexão e intervalos de descanso e refeição do colaborador e o compromisso do incentivo de eventos periódicos que mantenham uma dinâmica de convívio social.

“A flexibilização implica um novo conceito de gestão do tempo, responsabilidade e comunicação num ambiente de trabalho mais fluido, onde há mais espaço para valores como autonomia e proatividade, numa ressignificação das relações de trabalho, totalmente baseada na relação de confiança entre organização e pessoas”, comenta Maria Antonietta.

Os funcionários de call center da TIM estavam distribuídos em operações próprias, situadas no bairro de São Cristóvão, no Rio de Janeiro, e em Santo André, na região do ABC paulista.