Felipe Cansanção, CEO da Aloo Telecom. Foto: Divulgação.

A Aloo Telecom, empresas de telecomunicações com atuação no Nordeste, acaba de entrar em um novo segmento de mercado a partir de uma parceria com a Oracle. A companhia passou a ofertar a Aloo Cloud Powered By Oracle.

Com a solução, o portfólio de nuvem da Oracle é combinado com os serviços de conectividade da Aloo, que conta com backbone de fibra óptica de alta transmissão de dados e tem capacidade de até 4Tbps. 

“Como diferencial, apostamos na entrega da solução completa para o cliente. Esse produto une o melhor dos dois mundos: alta qualidade de conexão da Aloo com a expertise da Oracle em nuvem,” afirma Felipe Cansanção, CEO da Aloo Telecom.

A expectativa da Aloo é que a área de negócios de nuvem represente 15% do faturamento da companhia em 2018. Em 2017, a empresa prevê registrar receita superior a R$ 100 milhões, um crescimento em relação aos R$ 70 milhões atingidos no ano passado.

Fundada no Alagoas, a Aloo hoje possui operação em quase todos estados da região nordeste, tendo ponto de presença também na Bahia, Sergipe, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará. 

Em processo de expansão nacional, Aloo Telecom estima levar seus serviços para outras regiões do país em no máximo dois anos. A empresa prevê novos pontos de atendimento em São Paulo, Brasília, Mato Grosso, Rondônia, Minas Gerais e Espírito Santo.

“Essa solução amplia o nosso portfólio. Agora, estamos focando na área de atendimento da Aloo Telecom em todo o Brasil”, completa. 

Para o projeto de expansão, a Aloo investirá mais R$ 75 milhões no próximo biênio.

A companhia divide seus negócios em quatro segmentos: corporativo (com cliente como Fiat e Grupo Carlos Lyra), governo (em que atende nomes como Terminal de Justiça do Alagoas), ISP e carrier. A Aloo busca manter o equilíbrio de receber 25% da sua receita de cada área. Hoje, o setor corporativo é responsável por 28% do faturamento.

Com a oferta da Oracle, a companhia espera ampliar os negócios das verticais corporativa e de governo. A empresa atende atualmente a cerca 3 mil clientes.

A Oracle registou um crescimento de receita de 58% em seus negócios em nuvem no ano fiscal 2017, que teve os resultados divulgados em junho. A área de nuvem da companhia registrou receita de US$ 4,6 bilhões no período, ante US$ 2,9 bilhões no ano anterior. O faturamento total da empresa foi de US$ 10,9 bilhões (alta de 3%).