Zilor produz açúcar, etanol, energia elétrica e ingredientes para alimentação a partir da cana de açúcar. Foto: Pexels.

Tamanho da fonte: -A+A

A Zilor, uma das maiores produtoras de cana de açúcar do país, migrou o seu sistema de gestão SAP para a nuvem Azure da Microsoft.

A migração durou seis meses e foi entregue em conjunto pela SOU.cloud, uma parceira da Microsoft, e pela Roadmap IT, especializada em serviços de infraestrutura em cloud e SAP Basis. 

O projeto envolveu a migração do SAP ECC 6.0, o ERP em uso na Zilor, junto com módulos de gestão de gerenciamento com clientes, portal, governança, risco e compliance, nota fiscal eletrônica e outros, rodando localmente em IBM AIX.

O sistema atende todo o backoffice da Zilor, incluindo setor financeiro, controladoria, gestão de manutenção agrícola e industrial, planejamento de produção, logística, entre outros. 

Hoje, o SAP da Zilor está 100% rodando em nuvem Microsoft. Os ambientes de desenvolvimento, qualidade ou produção continuam segregados, da mesma forma como eram nos servidores locais. 

O projeto foi feito de maneira remota ao longo do ano de 2020, envolvendo 20 profissionais. Foram migradas 23 instâncias SAP de nove produtos diferentes, totalizando 15 TB de dados.

“Fizemos tudo sem uma única reunião presencial, tanto com o time da SOU.cloud quanto com o pessoal da Microsoft. Mesmo remotamente, tivemos todo o apoio necessário, inclusive no dimensionamento das boas práticas do SAP em Azure. Assim, mitigamos qualquer problema que pudesse surgir”, afirma o coordenador de TI da Zilor, Fernando Silva.

Segundo Silva, o projeto está finalizado e estável, o que permite planejar os próximos passos de modernização tecnológica. 

“Entendemos que os próximos passos do ERP e outros sistemas podem ser planejados de forma mais tranquila a partir de agora permitindo ganhos como segurança, escalabilidade e flexibilidade”, explica Silva.

As aplicações da família Business Suite 7, conhecidas no mercado como ECC tem manutenção nas condições atuais garantida pela SAP até 2027. 

Até lá, a ideia é que os clientes migrem para o S/4 Hana, nova versão do ERP rodando na plataforma de processamento em memória Hana, de preferência na nuvem. 

A Zilor adiantou parcialmente o processo, fazendo uma migração técnica do ECC para o Azure. 

A SOU.Cloud é resultado da fusão das operações de computação em nuvem da Teevo e da LGTi, duas parceiras tradicionais da Microsoft.

A nova empresa tem 25 funcionários e 1 mil clientes, com a Teevo trazendo um número maior do Sul do país e a LGTi no Sudeste. 

A SOU.Cloud é certificada Azure MSP Expert, um selo que só é detido por 70 parceiros da Microsoft em todo mundo, incluindo cerca de uma dezena deles com atuação no Brasil, como a Softline, Claranet e Dedalus, além de grandes multinacionais como Atos, SoftwareOne e Wipro.

A Zilor tem 3,5 mil funcionários e atua produzindo açúcar, etanol, energia elétrica e ingredientes naturais para a alimentação humana e nutrição animal, a partir da cana-de-açúcar.

A empresa opera com colheita 100% mecanizada com três unidades agroindustriais no estado de São Paulo.

A receita líquida da Zilor atingiu R$ 1,9 bilhão nos nove meses da safra 2020/2021, 22% acima do registrado no mesmo período do ano anterior.