E-COMMERCE

Linx adquire Percycle

22/12/2017 10:21

Alberto Menache.

Tamanho da fonte: -A+A

A Linx, especialista em software de gestão para o varejo, adquiriu mais um reforço para a sua área de comércio eletrônico, adquirindo a Percycle, uma startup de tecnologia para publicidade digital por um valor total que pode chegar a R$ 22,73 milhões.

O valor será dividido entre R$ 13 milhões a vista, mais R$ 9,73 milhões sujeitos ao atingimento de metas financeiras e operacionais para os anos de 2018 a 2020. 

“Reforçamos a nossa oferta para o e-commerce e a indústria, com a entrada no mercado de publicidade”, ressalta Alberto Menache, diretor-presidente da Linx.

A Percycle permite que empresas como Samsung, LG, Unilever e P&G anunciem dentro dos principais sites de e-commerce, incluindo nomes como Magazine Luiza, B2W, Via Varejo, Wal-Mart e Máquina de Vendas. . 

Fundada em 2015, a empresa afirma ser a maior plataforma de publicidade nativa para e-commerce do Brasil, com faturamento bruto de R$ 8 milhões nos últimos 12 meses.

Helio Lemos, CEO da Percycle é um nome experiente no cenário de marketing digital brasileiro, tendo fundado a QueBarato! primeira plataforma de classificados online do país, adquirida pelo Buscapé em 2006, além de outras startups focadas em e-commerce desde então.

A Percycle é quarta aquisição da Linx nesse segmento. A mais recente foi a ShopBack, por um valor que pode chegar a R$ 56 milhões.

A ShopBack é uma plataforma focada na recaptura de usuários abandonados e na retenção de clientes com remarketing por meio de big data (trocando em miúdos, são eles que fazem os anúncios de uma loja online na qual você entrou aparecerem por tudo que é lugar).

Em 2015, a empresa começou a investir também em empresas com tecnologia para comércio eletrônico, comprando a catarinense Chaordic e a amazonense Neemu. 

Ambas atuam numa linha parecida com a ShopBack, oferecendo outras maneiras de tornar o e-commerce mais pessoal e tem grandes empresas na lista de clientes. O valor dos negócios podem chegar a R$ 111,4 milhões.

Em setembro, a Linx trouxe também um executivo de fora para liderar sua área de e-commerce, contratando Eduardo Ide, ex-gerente de vendas senior da Adobe.

Antes, ele atuou no SAS entre 2011 e 2013. Ide também atuou nas empresas Primesoft, Spring Wireless e SAP.

De maneira geral, a Linx vem empilhando compras. Desde 2008, foram 25 processos nacionais e um processo internacional, em áreas tão diferentes como lojas, farmácias e postos de gasolina.

Em 2016, a Linx fechou o ano com uma receita bruta de R$ 569,2 milhões, uma alta de 12% frente aos resultados do ano anterior.

Com mais de 3 mil colaboradores, distribuídos na matriz em São Paulo, 13 filiais em 8 estados, atendendo 44 mil varejistas, a Linx é considerada a líder no seu segmento no Brasil.

Veja também

E-COMMERCE
VTEX compra Xtech Commerce

A aquisição foi fechada em R$ 14 milhões. 

RESULTADO
Receita da Linx sobe 17,2% no 3T17

A Linx fechou o terceiro trimestre com receita operacional líquida de R$ 144,6 milhões.

CARREIRA
Garcia, ex-PDG, assume TI da Linx

Novo executivo deve implantar plano diretor de TI da especialista em software para varejo.

E-COMMERCE
Linx compra ShopBack

É a terceira compra focada em e-commerce da Linx nos últimos tempos.

INOVAÇÃO
GPA busca startups com Liga Ventures

O GPA fará parte dos dois próximos ciclos de aceleração da Liga Retail.

CACIFE
Ex-Cnova é CFO da Linx

Pedro Holmes Monteiro Moreira é ex-CFO da gigante de e-commerce Cnova.

VENDAS
Leroy Merlin: SAP Hybris com FH

A unidade piloto foi a de São Bernardo do Campo. 

AMÉRICA LATINA
Elektra: MDM com Stibo Systems

A divisão de varejo do Grupo Elektra centralizará as informações de produtos com o STEP Trailblazer.

VAREJO
4all tem showroom no Iguatemi

Local foi divulgado pelos seus criadores como “o primeiro marketplace phigital” do Brasil.