Marcos Biazi.

A Totvs acaba de criar uma companhia independente focada no mercado de supermercados, a BCM, comandada por Marcos Biazi, ex-diretor da área de supermercados da Totvs, criada em agosto do ano passado.

De acordo com a Totvs, a nova área foi “tão acertada, que a área ganhou corpo para consolidar um canal totalmente especialista no varejo e distribuição alimentar”.

Biazi era dono da RMS, uma companhia especializada no segmento de supermercados adquirida pela Totvs em agosto de 2013 por R$ 43 milhões.

A nova empresa será um canal independente, mas com o diferencial de contar com a “chancela Totvs”, explica a Totvs em nota, destacando que continuará a se responsabilizar pelo serviço prestado pelo canal.

“Participamos do roadmap de produtos e de diferentes ações internas, promovidas pela TOTVS, para mantermos a essência da companhia em todas as etapas do nosso contato com as empresas e garantirmos que não haja ruptura nessa comunicação”, explica Biazi.

No ano passado, a Totvs anunciou planos de investir até R$ 8 milhões em inovações para o setor supermercadista até 2020, plano que segue. 

A empresa lançou uma oferta de self checkout e agora está evoluindo seu sistema de gestão para supermercados para um produto oferecido como serviço na nuvem com recursos de mobilidade.

O movimento de criar um canal independente a partir de uma empresa adquirida é atípica dentro da estratégia da empresa, que tem sido de unificação das diferentes tecnologias compradas sobre o guarda chuva da Totvs.

Provavelmente, a companhia quer ganhar mais agilidade para competir no mercado de supermercados, no qual a gigante de ERP não exibe um domínio similar ao que tem entre as empresas brasileiras como um todo.

Hoje, as 300 maiores redes vinculadas à Associação Brasileira de Supermercados são atendidas por 60 soluções diferentes, segundo um levantamento feito pela Consinco, uma das concorrentes da Totvs nessa área.

Quando adquirida, a RMS era um player respeitável na área, mas longe de ser a força dominante.

Fundada em 1991, em Barueri, a RMS tinha então 120 clientes em todo o Brasil e um faturamento de R$ 19,2 milhões.

Já a Consinco, por exemplo, falava em chegar aos R$ 55 milhões em 2016 e prometia uma estratégia de aquisições para 2017 que ainda não se materializou.

Outros players mais generalistas do mercado de ERP também estão se mexendo para entrar no ramo de supermercados. 

Em 2017, a Senior adquiriu a Gôndola Sistemas, uma empresa especializada em supermercados de Blumenau.