Vinicius Rossato.

Vinicius Rossato, ex-gerente de vendas por canais para América do Sul da ESSS, acaba de assumir o mesmo cargo na MSC, desenvolvedora de soluções de desenvolvimento de produtos virtuais e processos de fabricação (CAE, na sigla em inglês).

A ESSS é uma empresa brasileira que está entre as cinco maior parceiras no mundo da Ansys, outra multinacional do segmento de CAE.

A contratação acontece em meio a mudanças na MSC, que foi adquirida no começo do ano por US$ 834 milhões pela Hexagon, uma multinacional do segmento de soluções geoespaciais e engenharia.

Em janeiro, pouco antes da aquisição, a MSC já havia trocado o diretor regional para América Latina, com a contratação de Valdeni Novaes, ex-gerente regional de vendas da PTC, fabricante de softwares de CAD e PLM.

Rossato, aliás, também tem uma passagem pela PTC, onde atuou por seis anos e foi gerente de canais. 

Hélio Samora, que foi country manager da PTC no Brasil, foi contratado em 2015 para liderar a Hexagon Mining, um dos braços da companhia, cujo faturamento gira na casa dos US$ 3 bilhões.

Com a aquisição, a MSC se tornou o braço uma unidade de negócios independente dentro da divisão Manufacturing Intelligence (MI) da Hexagon AB, cujas principais empresas estão ligadas aos setores automotivo, aeroespacial, de máquinas, entre outros. 

"Nosso portfólio é bem completo e, com o modelo de licenciamento MSC One, estamos oferecendo todas as nossas soluções de forma flexível e otimizada", explica Valdeni. "O objetivo é alavancar este formato, que permite a empresas de todos os segmentos e tamanhos inovar e aperfeiçoar seus produtos por meio da simulação virtual", adiciona.