SAMPA

Zitrus recebe investimento da FespPart

25/10/2021 09:16

Federação das Unimeds do Estado de São Paulo será cliente da startup catarinense.

Funcionários da Zitrus em Joinville. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Federação das Unimeds do Estado de São Paulo está investindo uma quantia não revelada por uma participação também não revelada na Zitrus, uma startup surgida a partir da área de tecnologia da federação catarinense da Unimed.

Mais importante do que o valor em si é a porta que o investimento da Fesp abre para a Zitrus.

Em nota, a startup projeta um incremento potencial de 50 clientes nos próximos três anos, vindo das operadoras da Unimed em São Paulo, a maior base no país.

Caso concretizado, o incremento aumentaria o faturamento da Zitrus no estado em mais de 10 vezes, indo de R$ 4,2 milhões (a Zitrus já atende 17 Unimeds paulistas) para R$ 50 milhões.

A Zitrus não abre seu faturamento total, então não dá para saber o impacto da expansão em São Paulo. Mas só em número de clientes, a conquista da meta significaria dobrar a base, hoje em 54.

“Esse movimento começou há dois anos e tem como objetivo unir forças com empresas interessadas em apoiar o crescimento acelerado da Zitrus. Assim, iremos fortalecer a healthtech no cenário nacional e dobrar o tamanho da empresa em dois anos, além de criar novos negócios e soluções”, afirma o CEO da Zitrus, Daniel Torres. 

Torres é parte das mudanças na Zitrus, uma empresa fundada 20 anos atrás pela Federação da Unimed em Santa Catarina que até agosto se chamava FESC Tecnologia.

O profissional chegou em dezembro de 2020 vindo do Gartner, onde era diretor sênior de desenvolvimento de negócio. No mesmo ano, a então FESC contratou José Guilherme Merchiori, ex-Benner, como Chief Technology Officer (CTO).

O novo nome e os novos profissionais marcam uma trajetória mais independente para a Zitrus, que se tornou autônoma em 2011, mais ainda tem em Santa Catarina uma fonte importante das suas receitas, com 18% do total.

A maioria dos clientes da empresa, sediada em Joinville, são cooperativas da Unimed, mais precisamente uma a cada sete Unimeds do país. 

Uma exceção de cliente teoricamente fora do sistema é a Vida Top, operadora de baixo custo criada pela Unimed Bauru, do interior de São Paulo.

Para 2021, a healthtech planeja um crescimento de 60% no faturamento em relação ao ano anterior. Além disso, mira alcançar 220 colaboradores nos próximos meses, após um acréscimo de 47% na equipe no ano passado, quando chegou a 180 funcionários.

Veja também

HEALTHTECH
FESC Tecnologia agora é Zitrus

Daniel Torres, ex-Gartner, chegou à empresa no final do ano para liderar o reposicionamento.

ATENDIMENTO
Unimed Porto Alegre retoma 0800

Empresas como Vivo, Azul e Itaú Unibanco também são afetadas por ataque na Atento.

CONTRATAÇÃO
Ex-Via Varejo é o novo CTO da Filóo Saúde

Pedro Fleury será responsável pelas áreas de tecnologia, produto, UX e dados da empresa.

INVESTIMENTO
Pipo Saúde recebe aporte de R$ 100 milhões

A rodada Série A foi a maior do mercado de saúde, sendo liderada pela americana Thrive Capital.

CONTRATAÇÃO
Conexa Saúde anuncia novo CFO

Com experiência anterior no cargo, Humberto Machado irá ajudar a companhia a se consolidar como maior player de saúde digital no país.

FALHA
Nova exposição de dados no Ministério da Saúde

Desta vez, credenciais de sistema estavam expostas na função “inspecionar elemento” dos navegadores.