Moacir Marafon, sócio-fundador e diretor executivo das unidades de gestão pública e de saúde da Softplan. Foto: Divulgação.

A Softplan, desenvolvedora de software com 29 anos de mercado, realizou um investimento na startup de saúde BIO.aps para contar com o sistema no portfólio de produtos da companhia.

A BIO.aps é uma solução de coordenação de cuidados que permite o contato direto do usuário com equipe de saúde 24h por dia. A startup é liderada por Carlos Braga, especialista em medicina de família e comunidade. 

O investimento faz parte de uma estratégia de Corporate Venture da Softplan que, além de empresas estabelecidas, busca startups. 

“Investimentos de empresas estabelecidas em startups com fit nos negócios é uma relação em que ambas ganham: para a empresa estabelecida é uma forma de reforçar seu portfólio inovador; e para a startup, o ‘smart money’ é uma alavanca para ganhar mercado e acelerar o seu crescimento”, ressalta Moacir Marafon, sócio-fundador e diretor executivo das unidades de gestão pública e de saúde da Softplan.

O portfólio com foco em saúde da Softplan é composto pela Dictas, uma plataforma que utiliza ciência de dados para evidenciar os ofensores dos custos assistenciais que não geram saúde, além de reforçar ações para promoção da saúde. A solução é utilizada tanto por operadoras como por empresas. A BIO.aps chega para complementar o portfólio.

Por meio da plataforma de coordenação de cuidados em saúde BIO, a startup registra, organiza e arquiva, com máxima segurança, todas as informações de saúde (prontuário médico e dados diários).

“A expertise da Softplan em tecnologia, aliada a nossa em fazer saúde, possibilitará um impulso à BIO.aps. Conseguiremos com muito mais força, a partir de agora, ofertar ao mercado uma forma diferente de pensar e entregar saúde, muito mais humanizada e resolutiva, do ponto de vista do cuidado e desfecho clínico, e mais equilibrada, do ponto de vista econômico”, afirma Carlos Braga, CEO da BIO.aps.

Como parte da estratégia de investimentos, a Softplan fechou um acordo em fevereiro para adquirir a startup 1Doc, plataforma voltada para comunicação e informatização dos processos em órgãos públicos. 

A Softplan, de Santa Catarina, tem cerca de 1,8 mil colaboradores. A empresa atua há 28 anos no desenvolvimento de softwares de gestão empresarial e gestão pública.