As ações do programa de aceleração do Hélice serão realizadas no TecnoUCS. Foto: Divulgação.

Cinco startups dos setores de financiamento eletrônico, gestão de processos e marketing foram selecionadas para a etapa de aceleração do programa de fomento a negócios inovadores promovido em conjunto pelo Parque de Ciência, Tecnologia e Inovação da Universidade de Caxias do Sul (TecnoUCS), Instituto Hélice e aceleradora Ventiur.

O Instituto Hélice é um movimento de inovação criado por Randon, Florense, Marcopolo e Soprano, quatro grandes empresas sediadas na Serra Gaúcha, pólo industrial do Rio Grande do Sul.

As startups selecionadas - Cargo Bank, FeedLovers, Manfing, Mutuus e Polvo Spot - receberão até R$ 200 mil cada, além de potencial co-investimento das empresas ligadas ao Hélice. 

Sandro Cortezia, CEO da Ventiur, detalha que o processo de aceleração terá duração de seis meses e contará com atividades de capacitação, mentorias, trocas de experiências entre os empreendedores, conexões com o mercado e, principalmente, desenvolvimento e implementação de um plano individual de aceleração para cada startup. As ações serão realizadas no TecnoUCS.

A Cargo Bank é uma fintech que propõe um novo arranjo de pagamento digital para motoristas de veículos de carga, integrando os profissionais, transportadoras e redes de serviço. O fundador da empresa, Luciano Rossi, já foi diretor de desenvolvimento de negócios da Avacon.

Já a FeedLovers oferece uma solução de gestão de benefícios corporativos para funcionários. A ferramenta é baseada em modelo de engajamento e recompensas. 

Caio Rolim, fundador da startup, tem outras experiências com empreendedorismo. Ele já foi cofundador de empresas como Goodticket (de incentivos, benefícios e programa de fidelidade) e Life On (especializada em desenvolvimento de sistemas e novos meios de captura para cartões de crédito e débito através de terminais de autoatendimento).

Outra startup selecionada foi a Manfing, solução baseada em inteligência artificial para ações de marketing, engajamento e retenção de consumidores. Leandro Volanick, CEO da empresa, é desenvolvedor de softwares, com foco em Python, PHP, MongoDB.

A Mutuus é uma corretora digital de seguros. Andress da Rocha Barão atuou por nove anos na Barão Corretora de Seguros, onde chegou ao cargo de COO.

Enquanto isso, a Polvo Spot é uma plataforma de automação de estratégia e marketing de fidelidade do cliente. A empresa é liderada por Nareo De David.

O programa de aceleração do grupo de investimentos do Instituto Hélice, gerido pelo TecnoUCS e pela aceleradora Ventiur, teve início com uma chamada pública que recebeu 115 inscrições, sendo 10% originárias da região da Serra, 52% de outras regiões do Rio Grande do Sul e 38% de outros estados.

Destas, 29 foram escolhidas para a pré-aceleração, que contou com dois eventos de capacitação e avaliação. No total, 12 foi selecionadas para o pitch-day que elegeu as cinco ganhadoras do aporte de até R$ 200 mil para impulsionamento do negócio.

O programa tem como meta a aceleração de 20 empreendimentos, com a captação de R$ 4,5 milhões junto ao grupo de investidores. Dessa forma, depois deste primeiro ciclo, haverá mais três para seleção de mais cinco startups cada.

O Instituto Hélice tem as empresas Randon, Marcopolo, Móveis Florense, Soprano, Metadados e pelo TecnoUCS como instituições mantenedoras. Outras seis organizações são associadas: Faculdade da Serra Gaúcha, Rede Sim, Sicredi, Sistema Saúde Integral, Thyssenkrupp e Unimed Nordeste/RS.