Medida da Microsoft fortalece a chamada Shadow IT. Foto: Pexels.

A Microsoft vai permitir a compra por autoatendimento para o usuário final do Office 365 a partir de novembro. 

De acordo com o The Register, a mudança para clientes da nuvem comercial será, inicialmente, para os serviços de código baixo da plataforma Power, que inclui PowerApps, PowerBI e Flow. 

O que esses serviços têm em comum é que eles foram projetados para usuários de negócios, e não para administradores ou desenvolvedores de TI. 

A plataforma Power, até então, fazia com que os usuários precisassem trabalhar com seus administradores de TI para obter as respectivas licenças.

Com a justificativa de que o recurso foi ativado com base na demanda dos clientes, o novo anúncio apareceu em um aplicativo móvel para administradores do Office 365.

Agora os usuários finais poderão comprar assinaturas ou atribuir licenças para si ou para seus departamentos sem entrar em contato com o administrador.

Com isso, a área de TI perde o controle sobre parte do ambiente de tecnologia, uma situação cada vez mais comum, conhecida pelo termo Shadow IT.

Mas isso não significa que os colaboradores poderão comprar serviços faturados por meio dos acordos de cobrança atuais da organização. 

Em vez disso, eles terão seu próprio mini centros de administração, sendo responsáveis ​​por gerenciar suas próprias informações de cobrança, assinaturas e atribuição de licença.

Um cenário típico seria um diretor munido do cartão de crédito da empresa, que poderá configurar seu próprio gerenciamento sem consultar o administrador central de TI.

Esse pode ser, no entanto, um desafio para administradores de TI, não apenas com o controle de custos, mas também com a conformidade, o controle da expansão de dados e a manutenção de sistemas coerentes.

De acordo com a Microsoft, os administradores de TI não terão escolha, mas terão uma visão de todas as compras de autoatendimento dentro do seu host. 

Será possível ver quantas licenças os usuários compraram e para quais usuários do Azure Active Directory essas licenças foram atribuídas.

De acordo com o comunicado da empresa de tecnologia, o recurso de compra por autoatendimento chega automaticamente e não é configurável, portanto não há nenhuma ação a ser tomada. 

A saída para as empresas é atualizar seus treinamentos e documentação.