Automação robótica de processos é a tendência do momento. Foto: DIvulgação/Kraftwerk.

Tamanho da fonte: -A+A

A Blue Prism, startup britânica de automação robótica de processos (RPA, na sigla em inglês) foi comprada pelo fundo Vista Equity Partners por £ 1,1 bilhão e agora será fundida com a TIBCO, uma empresa mais tradicional no segmento de Business Intelligence e integração de sistemas.

A TIBCO também foi comprada pelo Vista em 2014 por US$ 4,3 bilhões. Desde então, o fundo vem fazendo aquisições para dar um up no portfólio da TIBCO, uma empresa fundada ainda na bolha da Internet, em 1997, com foco na distribuição de informação sobre o mercado financeiro.

Em 2020, a TIBCO comprou a Information Builders, especialista em tecnologia que permite integrar dados espalhados por plataformas de mainframe, cliente servidor e arquiteturas web, por US$ 1 bilhão.

RPA é um assunto bem mais quente. De acordo com previsões da Forrester, o mercado mundial de software de RPA deve chegar a US$ 2,9 bilhões em 2021, um salto  e tanto frente aos US$ 125 milhões de 2016.

Os maiores players independentes  são a americana Automation Anywhere e a romena (hoje sediada nos Estados Unidos) UiPath, que juntas têm um valor de mercado de quase US$ 40 bilhões. 

A Blue Prism corria por fora, tendo levantado £ 270 milhões de investidores desde 2016. Mas o mercado está ficando cada vez mais competitivo. Oracle, Microsoft e SAP lançaram produtos de RPA nos últimos anos.

Um sistema de RPA funciona de forma diferente de uma ferramenta de automação de workflow na medida em que o sistema "aprende" a executar a tarefa copiando os movimentos do usuário na interface gráfica.

De acordo com o Gartner, 85% das grandes empresas terão adotado alguma automação para tarefas repetitivas por meio de software até 2022, como validação cadastral, transferência de informações em grande escala e integração de sistemas.

Tanto a Blue Prism quanto a TIBCO tem presença, ainda que discreta, no Brasil.

A TIBCO é discreta em termos de divulgação de clientes, mas, de acordo com o Linkedin, tem cerca de 50 funcionários na operação brasileira.

Em 2017, a BluePrism contratou Michel Sader para assumir a diretoria de vendas para o país, baseado em Miami (a UiPath abriu um escritório no Brasil em 2019).

A BluePrism já tem 14 parceiros no Brasil e cerca de 50 clientes locais, incluindo aí a Vivo, uma das maiores implementações de RPA da América Latina.