SAÚDE

Hospital Santa Catarina usa WeKnow BI

29/11/2018 09:15

Sistema de BI é uma spin off da Micromed, companhia especializada em sistemas de gestão para a área médica.

Hospital Santa Catarina está entre os maiores do estado.

Tamanho da fonte: -A+A

O Hospital Santa Catarina, instituição sediada em Blumenau que está entre os maiores hospitais catarinenses, implantou o WeKnow BI, ferramenta de business intelligence para o setor médico da startup catarinense de mesmo nome.

“Para citar um exemplo concreto, logo que começamos a trabalhar com o weKnow BI, criamos um processo para identificar automaticamente todos os itens com divergências no faturamento em relação ao custo, gerando resultados negativos, em virtude de erros ou problemas internos”, diz Volnei Willemann, supervisor de controladoria do HSC.

De acordo com Willemann, a prática permitiu recuperar em torno de R$ 35 mil de planos e operadoras de saúde em seis meses.

Da mesma forma, a auditoria de prontuários dos atendimentos, que antes era feita por amostragem, passou a ser integral, o que reduziu erros e permitiu à instituição melhorar seu desempenho junto à Organização Nacional de Acreditação (ONA).

O Santa Catarina tem uma equipe de 400 médicos e uma média de 650 cirurgias e 3,5 mil atendimentos por mês

O WeKnow foi desenvolvido pela Micromed, uma empresa sediada em Joinville especializada em software de gestão para a área médica com presença nacional, para funcionar integrado ao seu ERP.

Desde 2016 ele é uma empresa independente e funciona integrado com qualquer ERP.

No Santa Catarina, o  WeKnow funciona integrado ao sistema de gestão da Tasy da Wheb, outra companhia catarinense de sistemas de gestão para a área médica, incorporada pela holandesa Philips no início de 2011.

“Até então, as soluções de BI para este mercado vinham de fora do Brasil, eram muito caras, difíceis de usar e de implementação demorada”, explica Vilmar Burguesan, CEO da Micromed. 

Ser uma empresa nova no mercado de BI, um segmento consolidado há pelo menos uma década, não preocupa Burguesan.

“A saúde costuma ser um pouco lenta. Nessa área, os ERPs se popularizaram uma década depois do que no restante da indústria, no final dos anos 90. Agora é a hora do BI”, diz o empresário, que fundou a Micromed há quase três décadas, a partir de um projeto feito para o hospital Hans Dieter Schmidt em Joinville.

O weKnow BI já é utilizado por cerca de 100 hospitais, clínicas e operadoras de saúde de todas as regiões do Brasil, além de negócios de outros setores, como concessionárias de automóveis e universidades. 

A meta da empresa é expandir o número de clientes em 50% até o final de 2019.

Veja também

PREFEITURA
Tubarão abre Hub Saúde

A iniciativa é uma parceria entre a prefeitura, a ACIT e a Unisul.

SAÚDE
Cem planos de saúde fecham em 4 anos

No mesmo período, cerca de 3 milhões de brasileiros abriram mão do plano.

DATATHON
Desafio de dados foca saúde pública

É possível se candidatar individualmente ou em equipes de até 3 pessoas.

STARTUP
Vale Saúde Sempre recebe aporte

O investimento foi feito por integrantes da HBS Alumni Angels of Brazil.

IP
PróSaúde atualiza telefonia com Cisco

O acordo com a integradora Go Ahead foi firmado em R$ 1,2 milhão.

PRONTUÁRIOS
Saúde prepara edital bilionário

Serão gastos R$ 1,5 bilhão por ano inicialmente, chegando a R$ 3,4 bilhões por ano em 2019.

TOTVS
TechZero quer entrar na área de saúde

Hoje, o canal do programa programa Fly01 trabalha com o segmento de varejo e alimentação.

SÃO PAULO
IBM apoia startups de saúde com prefeitura

O programa 100% Saúde poderá apoiar até 300 startups.

GOVERNO
Caxias vai gerir saúde com MV

O valor do contrato é de R$ 4 milhões, com validade de quatro anos.