FLUXOS

Keyrus tem unidade ServiceNow

30/04/2021 09:50

Empresa traz ex-Accenture para liderar novo segmento, focado em workflow.

Nara Araújo.

Tamanho da fonte: -A+A

A Keyrus, multinacional francesa com especialização em analytics, abriu uma unidade de negócios focada em workflow, a partir da qual vai vender as soluções da ServiceNow.

Para liderar a nova operação, a Keyrus contratou Nara Araújo,  que teve uma passagem de 10 anos pela Accenture, atuando como gerente junto a grandes clientes no negócio de terceirização de processos de negócios (BPO, na sigla em inglês).

(A Accenture, aliás, está também de olho no mercado ServiceNow: comprou no ano passado a Organize, maior parceira brasileira da empresa).

Depois, Araújo passou pela Liq, uma das grandes empresas de contact center atuantes no país, onde foi gerente de projetos.

O background tem a ver com o tipo de projetos para os quais se usa o software da ServiceNow, visando ajudar na automatização e gestão eficiente de fluxos de trabalho focados no cliente final.

A Keyrus é uma multinacional francesa que tem no Brasil seu segundo país mais importante em termos de faturamento – precedido apenas pela França. Dos 3,2 mil funcionários da empresa, são brasileiros.

A empresa atua com um portfólio de soluções de análise de dados que inclui Qlik, IBM, Microsoft, Oracle, SAP, SAS, Tableau e a solução de e-commerce Hybris.

A ServiceNow abriu as portas no Brasil em 2012 e contratou uma country manager em 2015. 

O ecossistema Servicenow está em alta. Fundada em 2004, a empresa vem crescendo na faixa dos 30% por ano, tendo fechado o 2019 com um receita de US$ 3,46 bilhão.

Um indicador importante que Servicenow costuma frisar é a quantidade de negócios fechados acima de US$ 1 milhão, o que indica uma penetração no segmento corporativo. Eles foram 892 em 2019, uma alta de 32%.

Recentemente, a companhia contratou para a posição de CEO um executivo de calibre: Bill McDermott, ex-CEO da SAP.

McDermott chegou com retórica ribombante, falando em transformar a Servicenow em nada menos que “a empresa de software definitiva do século 21” e uma meta de atingir US$ 10 bilhões de receita no curto prazo.

Veja também

COMANDO
Keyrus renova comando no Brasil

Dois novos nomes na trinca de executivos que comanda a operação no país.

MOVIMENTO
Ideval Munhoz, ex-Oi, está na Accenture

Executivo era diretor de Regionais B2B da operadora de telecomunicações.

INDÚSTRIA 4.0
Accenture compra Pollux

Companhia de Joinville é uma das líderes em tecnologia para indústria no país.

LEVOU
EY compra Partners Digital

Consultoria SAP paulista tem atuação discreta, mas dezenas de grandes clientes.

FLUXOS
Wirbiski, ex-VMware, assume Sul na ServiceNow

Empresa de gestão de workflows já tem alguns clientes importantes na região.

CANOS
BRK usa ServiceNow na TI

Projeto na maior empresa privada de saneamento básico do Brasil é da Organize.

FINANCEIRA
Unicred unifica portal de demandas com ServiceNow

Confederação de cooperativas contou com a implementação da Organize Cloud Labs.

SERVIÇOS
Accenture compra Organize

Companhia é uma das maiores parceiras da ServiceNow no Brasil.

SERVIÇOS
Tivit adota ServiceNow para ITSM

Projeto tornou a Tivit um dos maiores clientes da ServiceNow na América Latina.

NOME
BRQ contrata Nakasone, ex-Keyrus

Executivo vai estruturar a área de Advanced Analytics na empresa.

ORGANOGRAMA
SAS sem presidente no Brasil

Dois diretores agora passam a reportar diretamente para o VP de América Latina.

SEMENTES
Syngenta tem app de vendas com Keyrus

Companhia usou tecnologias da Microsoft para turbinar vendas.

REAÇÃO
Arezzo vira case na crise com tecnologia

Companhia acelerou muito as vendas online dobrando o volume de vendas em dois meses.

ANALYTICS
Keyrus chega no Rio Grande do Sul

Multinacional comprou consultoria especializada em Qlik sediada em Porto Alegre.