Ricardo Alário, CEO da Odata. Foto: Divulgação.

A Odata, empresa de data center da Pátria Investimentos, acaba de anunciar o início de sua operação internacional, com investimento de US$ 100 milhões na Colômbia.

O primeiro data center no país começará a ser construído ainda no segundo semestre deste ano. A expectativa é que o prédio entre em funcionamento no começo de 2018.

A estrutura ficará localizada em uma Zona Franca, próxima a capital Bogotá, e ocupará um espaço de 2,2 mil m².

Para a operação colombiana, a Odata tem a Navitrans terá como sócia. O grupo local tem negócios em áreas como transporte, construção e setor imobiliário. 

Nos próximos sete anos, a expectativa da Odata é construir três data centers na Colômbia.

Assim como no Brasil, o foco da empresa no país é colocation, ou seja, disponibilizar espaço físico para o armazenamento de grandes volumes de informação.

“Com o movimento de migração para o armazenamento de dados em nuvem, o tráfego de dados crescerá rapidamente, gerando uma enorme demanda por espaços físicos, especificamente criados para a instalação de servidores e que ofereçam o melhor estrutura em energia, telecomunicações e segurança”, diz Ricardo Alário, CEO da companhia.

Além do potencial da Colômbia, a escolha do país foi favorecida pela presença local da Pátria Investimentos, que se instalou por lá há pouco mais de dois anos em busca de novas oportunidades de investimentos.

O mesmo aconteceu no Chile, que também é alvo da expansão da Odata e onde a empresa prevê iniciar a construção de um data center até o final do ano.

A estratégia de expansão da Odata também prevê a construção de data centers no Peru, na Argentina e no México.

Enquanto isso, a operação no Brasil segue com foco em crescimento. Um mês após a inauguração do primeiro data center da empresa em Santana de Parnaíba, no estado de São Paulo, a Odata inicia a implementação de duas novas salas de TI. 

De um total de 12 previstas no projeto, duas foram inauguradas em maio e mais duas, já construídas, estão sendo equipadas.

“A ampliação do DC SP 01 comprova a boa receptividade do mercado com o data center da Odata. Nossa meta é oferecer toda a infraestrutura necessária para abrigar servidores que processam informações com distribuição global”, acrescenta Alário. 

A gestora de fundos Pátria Investimentos fundou a Odata para entrar no mercado de data centers em 2016. A empresa recebeu aporte inicial de R$ 200 milhões para construir o centro de dados na cidade de Santana de Parnaíba.